Loading...
Argentina 2018-06-25T11:06:32+00:00

Argentina

Um país de superlativos: maior país falante da língua espanhola, segundo maior da América Latina, oitavo maior do mundo. A Argentina, país vizinho ao Brasil tem muito a oferecer em território tão extenso! Entre o charme de sua capital e as belezas naturais da Patagônia, há aventura para quem é de aventura, descanso para quem é de descanso e seja nas grandes cidades ou em terras pouco conhecidas, as paisagens são de tirar o fôlego!

Venha conhecer e se encantar com a terra dos hermanos.

Nossos Parceiros

Microsoft_Home

Ushuaia ao cair da noite no inverno Argentina

As luzes da cidade de Ushuaia, a cidade mais ao sul do mundo

Informações úteis

Capital: Buenos Aires
Moeda: Peso Argentino (ARS)
Idioma: Espanhol
População: 43 milhões
Requer Visto: Não 
Requer Vacinas: Não
Eletricidade: 220v
IDH: 0,827 (45.º)
Graus: Celsius

Quando ir a Argentina

Por ser um país extenso (é o segundo maior da América Latina – atrás apenas do Brasil), há lugares favoráveis à visitação em todas as estações do ano.

Começando pelo verão, que terá o clima perfeito para escalar os picos andinos e visitar a região de Tierra del Fuego (no extremo sul do país). E vale dizer que a região também é super agradável no outono.

No outono, e início de inverno, vá aos vinhedos da região de Mendoza, e claro, Buenos Aires. A capital argentina estará fresca (dependendo do mês, já estará bem fria) e o céu estará limpo na maior parte dos dias.

Alta temporada (de dezembro a março): A alta temporada na Argentina é o verão, entre os meses de dezembro e março. É quando o país, e principalmente a capital, recebe mais turistas e os preços de passagens e atrações ficam nas alturas.

Média temporada (julho): A média temporada na Argentina é o mês de julho, no inverno. Por ser um período de recesso e férias em muitos países, turistas vão até a Argentina para aproveitarem as estações de esqui e o lado argentino da Patagônia. Mas não é tão cheio quanto no verão, nem tão caro.

Baixa temporada (abril a junho e setembro a novembro): A baixa temporada é sempre a melhor época para conseguir bons preços nos hotéis, bons descontos e aproveitar a cidade com poucos direitos.

Melhores meses 

  • Para visitar a capital, Buenos Aires, prefira os meses de abril e maio, setembro e outubro. O clima estará mais agradável e a cidade mais bonita e menos inflacionada (época de poucos turistas).
  • Escolha o verão, entre dezembro e março, para aproveitar melhor a Patagônia Argentina. Os dias são mais longos e os passeios, mais fáceis e agradáveis.  Essa é uma boa época para escalar os picos mais altos dos Andes, como o Aconcágua.
  • Porém, se quer ver neve e aproveitar as estações de esqui, os meses de junho a agosto são os mais indicados. É o ponto alto do inverno argentino e as montanhas estarão cobertas de neve.
  • Para conhecer as vinícolas da região de Mendoza, entre os meses de fevereiro e abril, acontecem as colheitas das uvas e no primeiro sábado do mês de março, acontece a famosa Festa da Vendimia na cidade. Porém, é no alto verão que as plantações estão repletas da fruta.

Como chegar na Argentina

A capital argentina conta com dois aeroportos internacionais, o Aeroparque Jorge Newbery e o Ezeiza, que recebe vôos diários do Brasil.

As opções de voo

Os vôos são diretos partindo de algumas capitais brasileiras, dependendo da companhia aérea. Entre as mais populares:

  • Pela GOL, você pode sair de São Paulo, Porto Alegre, Belo Horizonte e Rio de Janeiro.
  • A LATAM opera alguns voos diretos de Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Curitiba.
  • Já pela Azul, os voos diretos saem de Belo Horizonte.

*lembrando que isso muda o tempo todo e vale a pena dar uma conferida.

Buenos Aires é, em regra, a porta de entrada de brasileiros que chegam ao país de avião. Normalmente, para ir ao interior, é necessário fazer escala na cidade. De lá, partem voos ou ônibus para Ushuaia, Salta, Mendoza, Bariloche, entre outros.

Indo de Carro

Uma opção para os aventureiros de plantão é chegar até a Argentina por terra, de ônibus ou carro, geralmente partindo do sul do Brasil (Paraná ou Rio Grande do Sul). A viagem pode levar mais de um dia, por isso, é bom ir preparado e se for de carro, muito descansado.

Algumas empresas de ônibus internacional fazem o trajeto Brasil – Argentina partindo de algumas cidades também no sul. Entre elas:

Pluma: sai de Curitiba, Foz do Iguaçu, Balneário Camboriú, Porto Alegre e Rio de Janeiro.

Flexabus: sai de Florianópolis, Balneário Camboriú e Porto Alegre.

Ambas vão até Buenos Aires, e de lá, você tem algumas opções: ficar na cidade ou pegar outro ônibus (ou alugar um carro) e partir para outros destinos no país.

Se escolher ir com seu carro, lembre-se que para dirigir no país, não é necessária a PID (Permissão Internacional para Dirigir), mas é exigida a Carta Verde, um seguro obrigatório para dirigir nos países pertencentes ao Mercosul. Além dela, você precisará, claramente, da sua CNH e do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo.

As estradas no país estão, em sua maioria, em muito bom estado (e as da Patagônia possuem paisagens de tirar o fôlego!).

Navio ou barco 

A Argentina tem diversos portos em Buenos Aires, La Plata, Rosário, Santa Fé, entre outras cidades que recebem navios e barcos vindos de outros países, principalmente do Brasil e do Uruguai. Se você for até Colônia del Sacramento ou Montevideo, um ferry te leva até Buenos Aires em menos de duas horas.

Transporte no país 

O serviço de Uber funciona bem e pode ser mais seguro e econômico do que táxi em Buenos Aires. Ele está chegando aos poucos também nas cidades do interior, como em Mendoza.

Porém, para economizar mesmo, o metrô da capital te leva para praticamente todos os bairros e, apesar de ser um dos mais antigos do mundo, é extremamente eficiente. Ele funciona com o cartão SUBTE, o mesmo utilizado para pegar ônibus.

Com o carpooling se popularizando cada vez mais ao redor do mundo, existe também um aplicativo chamado Carpoolear, em que você pode solicitar ou oferecer viagens de carro pelo país.

Por fim, sempre estarão disponíveis serviços e pacotes de turismo que te levam para praticamente todos os lugares do país, seja de ônibus, carro ou van.

Glacial Perito Moreno em El Calafate Argentina

Já visitamos o Glacial Perito Moreno 2 vezes e é maravilhoso.

Hospedagem na Argentina

A Argentina tem uma infinidade de hospedagens para receber seus turistas. Dos mais simples aos mais luxuosos, confira nossas dicas para se hospedar em:

Sugestão de hotel em Buenos Aires

Os bairros mais procurados para se hospedar em Buenos Aires são Palermo, Recoleta e Centro. Próximos à atrações turísticas, linhas de metrô e vida noturna animada, oferecem os mais diversos tipos de hospedagem, para todos os orçamentos. Confira:

Milhouse Hostel Hipo: O Milhouse é ideal para quem quer conforto e curtição sem apertar no orçamento. O hostel está localizado no centro da cidade, a poucos quarteirões da Casa Rosada e do Obelisco, e conta com happy hour, DJ, aulas de tango, e os hóspedes garantem descontos nos ingressos de.festas e jogos de futebol.

Bue Hotel: Localizado na badalada região de Palermo Soho, o Bue Hotel oferece acomodações confortáveis, completas e bom café da manhã. O bairro é repleto de bares, restaurantes e casas noturnas, portanto, ideal para quem quer viver o agito da cidade.

Four Seasons Hotel Buenos Aires: A conhecida e respeitada rede Four Seasons marca presença também na capital argentina. O hotel conta com suítes de luxo, spa, jardins e piscinas, além de um dos restaurantes mais bem avaliados da cidade, o Elena, e o bar Pony Line, famoso pelos drinks e coquetéis diferenciados. O Four Seasons Buenos Aires fica a poucos minutos do Obelisco e do Teatro Colón.

Mendoza

Diplomatic Hotel: A poucos quarteirões dos melhores restaurantes e bares da cidade, o hotel possui acomodações espaçosas, confortáveis e conta com piscina climatizada. Os quartos mais altos possuem uma bela vista da montanha.

Cavas Wine Lodge: Localizado em Agrelo, no centro da rota do vinho de Mendoza, o Cavas Wine Lodge é perfeito para quem vai à cidade apreciar o que ela tem de melhor, as famosas vinícolas. Quartos com terraço, varandas, lareiras e mobília acolhedora.

Patagônia Argentina

Sukal: O chalé Sukal está localizado na região de El Bosón (conhecida pela produção de boas cervejas) e possui estilo de decoração rústico, churrasqueira ao ar livre e uma paisagem de tirar o fôlego.

Hotel ACA El Calafate: Localizado na região patagônica de El Calafate, na província de Santa Cruz, o hotel fica dentro de uma construção em pedra, histórica na cidade. Apesar disso, suas acomodações foram renovadas recentemente. Próximo ao centro da cidade e ótima localização para começar a desbravar as montanhas da Patagônia.

Bonita Lake House – Hostel and Bungalows: O albergue em Bariloche oferece acomodações duplas e quádruplas, estacionamento privativo e gratuito e um lounge de uso comum. É rodeado pelas lindas paisagens da Playa Bonita.

Você pode gostar:

O que levar para Argentina?

A sua mala para a Argentina irá depender da estação do ano e do destino escolhido. Porém, sempre há um básico do que se deve levar para cada destino, confira nossas dicas:

O que levar para Buenos Aires: A capital é extremamente quente e abafada no verão. Por isso, aposte em roupas confortáveis e frescas, como bermudas, camisetas e para caminhar bastante, use tênis.

Já o frio do inverno pode ser cortante. Leve sobretudos, blusas térmicas, cachecol, luvas e botas.

Mendoza e região costumam acompanhar o clima de Buenos Aires, porém, por ser aos pés da Cordilheira, pode ser um pouco mais fresca no início da manhã e à noite. Portanto, no verão, leve casacos leves!

O que levar para a região da Patagônia: Seja no inverno ou no verão, leve roupas quentes. Corta-vento, gorro e luvas são essenciais, além de claro, roupas térmicas. Os calçados devem ser confortáveis e firmes, portanto, é bom apostar em tênis específicos para caminhadas ou trekkings e galochas para enfrentar a neve.

Veja também:

Comidas imperdíveis

Falou em cozinha argentina, falou em bife de chorizo, certo? Também, mas o país vizinho ao nosso tem muito mais a oferecer!

Dos famosos asados à exótica culinária da Patagônia, confira o que você não pode deixar de provar quando estiver por lá:

#1 Carne bovina – sim, começaremos por ela. A carne vermelha argentina é realmente muito boa, e a mais famosa e pedida é, sem dúvidas, o bife de chorizo. Por ser um corte mais macio e pouco gorduroso, ele faz sucesso nas mesas das parrillas espalhadas pelo país e, principalmente, Buenos Aires. Sempre acompanhados com papas fritas!

#2 Empanadas  comuns em vários países latinos, a Argentina também possui sua versão das empanadas. Elas são uma espécie de pastel assado, com diversos recheios, sendo que o mais comum é o de carne com temperos e ovo. A de frango (ou pollo) também é pedida certa. Um lanche saboroso e econômico!

#3 Medialunas – as medialunas são pequenos croissants de massa doce (e não tão folhada quanto o croissant original) e sem recheio. Comumente acompanhada por doce de leite, estão presentes na maioria dos cafés da manhã do país.

#4 Centolla – a centolla, prato típico chileno, também pode ser apreciado na região da Patagônia Argentina. Trata-se de um caranguejo gigante e é facilmente encontrado em Tierra del Fuego e Ushuaia. A carne consumida está nas patas e dentro da casca do caranguejo.

#5 Torta negra – a torta negra é um prato doce descendente dos imigrantes galeses na Patagônia. Feita sem ovos ou leite, e levando uvas passas e canela, ela possui a particularidade de durar meses fora de refrigeração sem estragar. Facilmente encontrada nas padarias e confeitarias do sul argentino.

Ushuaia no sul da Argentina

o diversos parques nacionais pelo país com vistas deslumbrantes como esta.

Top 10 imperdíveis

  1. Assistir a um show de tango em Buenos Aires
  2. Esquiar em Bariloche
  3. Fazer trekking nas montanhas do Aconcágua
  4. Apreciar um bom vinho malbec em uma das vinícolas de Mendoza
  5. Fazer um passeio de barco entre as geleiras do Glaciar Perito Moreno
  6. Andar no Trem nas Nuvens na província de Salta
  7. Conhecer as praias de Mar del Plata no verão
  8. Visitar Salinas Grandes, um deserto de sal no país
  9. Comer um delicioso asado nos Pampas
  10. Assistir a um espetáculo do Fuerza Bruta em Buenos Aires

Dicas e Curiosidades da Argentina

  • A avenida mais larga do mundo se encontra na capital do país: a 9 de Julio tem 140 metros de largura.
  • A capital Buenos Aires é a cidade com mais estádios de futebol do mundo: são 36 no total!
  • No país, tudo acontece mais tarde: o início do expediente de trabalho, almoço, jantares e festas. Portanto, não se espante se um argentino te disser que vai almoçar às 3 da tarde ou se escolher ir para um bar que ainda está fechado às 23h.
  • Na Argentina quanto mais ao sul mais barato é o litro de diesel.
  • Em Ushuaia você pode ter em seu passaporte o carimbo da cidade mais ao sul do mundo.
  • Diversas fronteiras entre estados não permitem o ingresso de comidas frescas ou in natura. Se estiver fazendo uma viagem de carro evite fazer compras no dia anterior.
  • Nos mercados da Argentina você tem sempre na etiqueta o preço do produto por quilo ou litro, assim fica mais fácil comparar os preços
  • Tenha sempre dinheiro vivo na carteira, não precisa ser muito, mas o suficiente para pagar um borracheiro ou uma refeição no meio do nada.
  • Se precisar de um mercado aberto em Buenos Aires e já for tarde da noite, procure pelos kioscos: são pequenas lojas de conveniência presentes em quase todos os quarteirões da cidade e alguns funcionam 24h.
  • A maioria dos postos na Argentina possui água quente, um litro custa geralmente um ou dois pesos, tenha sempre uma garrafa térmica em mãos.
  • Na Argentina o supermercado La Anonima é onde você encontra os melhores preços.
  • O alfajor também é um doce típico argentino e perfeito para presentear amigos e familiares.
  • Apesar do nome, a famosa marca de doces Havanna é argentina. Inclusive, é no país que você vai achar alguns dos melhores doces de leite do mundo.
  • Apesar dos bons vinhos, as duas bebidas mais comuns e consumidas na Argentina são o Fernet (rum) com Coca-Cola (fernet con coca) e o mate, servido em cuia semelhante à do chimarrão dos gaúchos.
  • Ao comprar água para beber na Argentina, fique atento à quantidade de sódio indicada no rótulo: elas costumam ter grandes quantidades do sal, o que deixa o gosto pouco agradável.
  • Se vai dirigir na neve ou ripio tenha sempre agua no reservatório do limpa-vidro e palhetas em bom estado. Você vai usar eles o tempo todo.
  • Ter um GPS de confiança é essencial, mas um mapa físico também é importante. Afinal as vezes o GPS se perde.

Se você gosta de…

Adrenalina: As estações de esqui são os destinos ideais! Bariloche, Ushuaia e San Martín de los Andes são os mais indicados.

Caminhadas: El Chatén, na Patagônia, é conhecida como a capital do trekking. A região de Cabra Corral, em Salta, também possui belas paisagens para se conhecer a pé.

Culinária: A gastronomia do país inteiro é incrivelmente boa, mas experiências inesquecíveis em bons e variados restaurantes, escolha Buenos Aires.

Cultura: Repleta de museus, teatros, construções históricas, eventos e festivais culturais, Buenos Aires respira cultura. Porém, se quer sair do óbvio, considere ir até Posadas: a cidade, capital da província de Misiones, faz fronteira com o Rio Grande do Sul abriga as ruínas jesuítas de San Ignácio, construídas em 1610.

Encontro com animais: Puerto Madryn é o lugar de partida para a Península Valdés, um reduto incrível de vida selvagem. Baleias franca austral e as Orcas, que na verdade não sao baleias, e sim, golfinhos, leões marinhos, elefantes marinhos e até pinguins.

Paisagens memoráveis: Além da região da Patagônia, que possui visuais de tirar o fôlego por toda a sua extensão, a província de Jujuy tem paisagens ainda mais exóticas em clima desértico. Entre Jujuy e Salta, fica Salinas Grandes, o deserto de sal da Argentina com um visual inesquecível.

Refúgios remotos: As montanhas de Tierra del Fuego. A cidade, também conhecida como “fim do mundo”, localizada no extremo sul da Argentina, é a região mais próxima da Antártica e pode ser o refúgio ideal para quem busca destinos remotos.

Vida urbana: Buenos Aires, sem dúvidas, possui uma vida urbana animada com seus diferentes pontos turísticos e belíssima arquitetura. Querendo sair da capital, vale mencionar Rosário, que costuma ser chamada de “Chicago argentina”.

Vida noturna: A vida noturna de Buenos Aires é conhecida por ser muito animada e começar tarde. Na verdade, quase de manhã: por lá, as noitadas (chamadas pelos portenhos de boliches) começam a encher às 2h da madrugada. O bairro de Palermo é o que tem mais opções.

Nossa viagem por lá

A Argentina é tão perto e tem tantas coisas bacanas para fazer, que sem dúvida é um ótimo primeiro destino internacional. Nós já visitamos o país algumas vezes e é sempre um prazer voltar! Com o carro conseguimos explorar mais lugares e aqui você confere um pouco de como foi nossa passagem por lá.

Argentina é um país seguro?

A Argentina costuma ser um dos primeiros, senão o primeiro, destino internacional de muitos brasileiros. Por isso, as dúvidas sobre a segurança no país são ainda maiores. No geral, é sim um país seguro. É inclusive considerado um dos países mais seguros das Américas, tendo pouquíssimos casos de violência registrados no país.

Porém, os níveis de furto são altos, portanto os cuidados a serem tomados devem ser os mesmos que em todos os lugares do mundo, principalmente os desconhecidos: tenha sempre um mapa em mãos, fique atento a seus pertences em grandes centros e tenha atenção com os famosos golpes.

Em Buenos Aires, principalmente, é comum tentarem dar o golpe da nota falsa, por exemplo. E também o problema dos taxistas que ficam dando voltas e voltas pela cidade. Deixe já programado no aplicativo de mapas do seu celular o caminho do aeroporto até o hotel. Ou se tiver internet use aplicativos como o Uber para já ter seu preço fixo.

Se seu destino for a Patagônia ou qualquer lugar mais remoto, principalmente onde houver esportes, como esqui e trekking, lembre-se de montar um kit de primeiros socorros para casos de pequenas emergências.

Por fim, é importante dizer que a Argentina é um país tranquilo de ser visitado por mulheres viajantes. Principalmente na capital, em que é possível contar com um serviço telefônico para turistas, em inglês, de policiais disponíveis 24h por dia, acionando o 101.

Veja também:

Felizes na Argentina

No parque Los Alerces, pertinho dos Andes e da fronteira com o Chile.

O que nós achamos da Argentina?

Já tivemos o prazer de estar algumas vezes na Argentina, mas sem sombra de dúvidas o país tem um lugar especial em nossa história. Nossa primeira viagem juntos foi para o Chile e Argentina em Janeiro de 2011.

Ambos já conheciam Buenos Aires e decidimos ir para El Calafate na Patagônia. Meu Deus, como não adorar esse lugar? Bom, depois, em 2013, foram quase trinta dias dirigindo de norte a sul por lá e só temos uma coisa a dizer: voltaríamos outras vezes!

Comemos bem, fomos bem recebidos e vimos paisagens espetaculares. O que mais poderíamos querer? Ainda nos falta conhecer a região de Mendoza e Salta, mas já esta na nossa lista de viagens futuras!

Siga eles no Instagram: Leo Spencer e Rachel Spencer

Melhores Roteiros

Longas estradas no sul da Argentina

Contrate um guia na Argentina

Essa parte está em desenvolvimento, mais novidades em breve. Caso você já tenha usado o serviço de guia no país, ou conheça alguém, por favor no indique pelo e-mail contato@viajologoexisto.com.br. Obrigado!

Intercâmbio

Conhece alguém que já tenha feito intercâmbio neste país? Se sim, por favor divida conosco e nos ajude a melhorar essa categoria do portal. Clique aqui e fale conosco, abs e obrigado, leo e chel

Trabalho x Habilidade

Hoje em dia, mais do que nunca, está cada vez mais fácil você viajar pelo mundo. Mas mais do que isso, existem diversas empresas que te ajudam a encontrar um trabalho em troca das suas habilidades. Você já pensou em fazer um trabalho social ou cuidar de animais, ou até mesmo pintar a parede de um hotel?

Sites como Workaway ou Wordpackers são exemplos de plataformas onde você pode encontrar famílias, instituições, serviços, que precisam de alguma ajuda.

Em breve vamos colocar mais informações para vocês sobre esse assunto!

Localize-se no mapa

Baixe nosso guia

Quer todas essas informações de forma gratuita no seu smartphone, mesmo se não tiver internet durante sua viagem? É só baixar o e-book com todo o conteúdo disponível nesta página.

Em breve!

Nossos Parceiros

Microsoft_Home

Deixe seu comentário! Queremos sua opinião.

Queremos te ajudar a viajar ainda mais!

Receba nosso conteúdo gratuito
Acreditamos que juntos chegaremos mais longe e é por isso que disponibilizamos e-books, guias e planilhas gratuitas para vocês, seguidores do Viajo logo Existo
Clique aqui para confirmar
close-link
Receba nosso conteúdo gratuito
Acreditamos que juntos chegaremos mais longe e é por isso que disponibilizamos e-books, guias e planilhas gratuitas para vocês, seguidores do Viajo logo Existo
Clique aqui para confirmar
close-link
shares