O que fazer na Puglia (Itália) em outubro

Nossa viagem para a Puglia não foi tão planejada, mas, foi deliciosa, e o que descobrimos pelo caminho valeu muito a pena!

Estávamos na Itália há mais de um mês, para resolver minha cidadania, e depois de liberados queríamos passear. Por coincidência, um primo do Leo estava com a família na Itália, também resolvendo a cidadania e resolvemos nos encontrar na Puglia.

A Puglia é uma região no sul da Itália, literalmente no salto da bota (o mapa da Itália tem o formato de uma bota). E considerando que estamos em outubro, foi uma ótima decisão, afinal, já é outono na Europa, e a Puglia em outubro ainda tem um clima bem agradável.

p.s: as palavras em negrito são links para artigos em nosso site e se você clicar em Itália nessa parte do texto, você será enviado para o nosso guia completo do país.

As belezas do sul da Puglia em Outubro

Mas qual a melhor época para visitar?

Bom, com certeza visitar a região no verão deve ser lotado, então, sempre preferimos ou o início do verão: maio e junho, ou o fim do verão, em setembro. Fomos em Outubro por que não tínhamos muita escolha e queríamos conhecer a região.

Dessa forma os lugares já estarão menos lotados e você poderá curtir melhor. Sem falar que tudo está mais barato.

Como chegar?

Estávamos na Toscana e precisávamos chegar em Bari, capital da Puglia. Voamos de Alitalia, a principal empresa aérea italiana, que é parceira da Smiles e com isso, conseguimos voar de milhas. O voo só de ida, Pisa para Bari custou 12.200 milhas mais R$ 178,36 para os dois. Achamos bem acessível.

Para quem ainda não sabe muito como usar as milhas acumuladas, temos uma série de artigos explicando, só acessar a parte de milhas no portal de planejamento.

Como viajar pela Puglia

Bom, já demos a volta ao mundo de carro, e não preciso nem falar qual o meio de transporte que mais gostamos de fazer nossas viagens, de carro. Fora que hoje em dia, com tantas empresas, está cada vez mais acessível financeiramente e mantemos uma flexibilidade que nenhum outro meio de transporte proporciona.

Isso para nós é o que tem mais valor.

Sempre olhamos aluguel de carro no site Skyscanner onde podemos comparar os preços e oferecem muitos fornecedores. Também olhamos na Smiles, já que eles tem parceria com a Hertz e dessa forma você pode ganhar milhas no aluguel de carro.

Pagamos R$ 61,40 reais pelo aluguel do carro por cinco dias. Pegamos o carro no aeroporto de Bari e devolveríamos no mesmo aeroporto.

Aqui vale dividir com vocês que sempre alugamos o carro mais barato disponível, todos os alugueis que fizemos nesses 45 dias na Itália, mesmo alugando o mais barato, todos tinham quilometragem ilimitada, ar-condicionado, rádio, etc.

Algo que ajuda muito no preço é a opção de fazer o seguro do carro pelo cartão de crédito, nesse caso, sempre negamos aquele monte de seguros oferecidos pelas locadoras, e isso faz com que o preço caia mais da metade.

Também não nos pediram a carteira internacional aqui na Itália, mas de qualquer forma, sempre temos ela na bolsa caso precise.

Mesmo em outubro, sempre tem alguém tomando sol nas praias

O centro de Monopoli movimentado no sábado a noite

Qual cidade se hospedar na Puglia?

Como estávamos indo ao encontro dos nossos primos, optamos por ficar em Monopoli, cidade que eles tinham escolhido. Pós viagem, achamos que foi uma boa decisão, afinal mesmo sendo uma região de praia, estávamos visitando a Puglia em outubro, e sabíamos que o calor não seria daqueles de ficar o dia todo na praia.

Monopoli é uma cidade pequena, não tem nem 50 mil habitantes, e tudo gira em torno na parte antiga da cidade, em italiano centro storico.

 A cidade tem hotéis de todos os tipos, você pode optar também pelos agriturismos, que são hospedagens em fazendas onde você tem uma relação mais próxima com os donos. Nós optamos por reservar um quarto pelo Booking.com, bem simples, e custou em torno de 200 reais por noite (44 euros). Tivemos de pagar o imposto municipal lá, que custou 1 euro por pessoa por dia.

A hospedagem chama-se Dimora Pace, e coloquei hospedagem porque não é um hotel. São quartos dentro de um prédio bem antigo, escadas bem íngremes, e se você estiver com muitas malas, não ficará feliz de carrega-las. Como estávamos com mala de mão ficou tudo bem.

Achamos o lugar uma graça, dentro do centro histórico e tinha uma mini cozinha. A parte ruim de não ser um hotel, é que não tem café da manhã, mas, achamos isso até bom, porque podemos descobrir uns cafés legais para comer.

Como não dá para entrar com o carro no centro histórico, deixamos em um estacionamento público, a menos de 200 metros, e por ser outubro, o estacionamento era gratuito e sempre tinha vaga. Descubra aqui qual a hospedagem certa pra você.

Monopoli é uma cidade super charmosa e agradável

Alberobello, um dos principais pontos turísticos da Puglia

Chel curtindo o cenário de Ostuni, meia hora ao sul de Monopoli

Quais cidades visitar na Puglia

 A região tem muitas coisas legais para ver e tudo vai depender do quanto você quer dirigir e o quão longe quer ir. Como estávamos com nossos primos que tem um bebê de 10 meses, maneiramos nas distâncias, não indo mais longe do que duas horas.

Incluímos as cidades de Polignano a Mare (20 minutos e 12km), Alberobelo (27 minutos e 22km), Ostuni (37 minutos e 37km), Lecce (1:12hrs e 108km),  Otranto (1:50 hrs e 156km).

Apesar das praias já estarem vazias e ventando bastante, ainda encontramos o centrinho de todas elas bem cheio, com restaurantes charmosos com cadeiras na calçada, aquela coisa bem italiana.

Algo que nos surpreendeu foi ver tantos italianos nos lugares, como se fosse mais um turismo interno. No fim de semana então, tudo estava bem cheio, inclusive Monopoli. Entre as cidades acima, o destaque foi a cidade de Alberobelo, com suas casinhas de telhado cônico, conhecidas como trulli.

Outro destaque é Otranto, a região é cheia de belas praias, cavernas e cenários exuberantes e assim teríamos aproveitado melhor. Alguns deles são Torre Sant’Andrea, Torre dell’Orso e Grotta della Poesia.

E quanto custa comer na Puglia?

Essa região da Itália tem preços bem razoáveis comparado ao norte do país e bem acessíveis comparado com a Sardenha, para onde fomos depois. Era possível comer desde um pedaço de pizza por 3 euros, comer um bom panini por 5 euros e comer um prato com 10 euros.

Duas coisas que vale dividir: Muitas lugares na Itália não aceitam cartão de crédito então é importante perguntar se aceitam antes de se sentar e sempre ter dinheiro com você.

Outra coisa é, acostume-se com o coperto, um valor cobrado na maioria dos lugares italianos pelo simples fato de você sentar. As vezes eles até trazem um pãozinho, mas, não se iluda, mesmo que você não coma, vai acabar pagando. E como geralmente já é cobrado essa taxa, costumamos não deixar um valor referente a serviço. A menos que o lugar tenha um serviço maravilhoso, o que raramente acontece. 

É seguro viajar pela Puglia?

Apesar de muita gente falar sobre essa região da Itália ser muito mais pobre que o norte, ainda sim, achamos tudo muito seguro. Tomamos os mesmos cuidados de qualquer lugar, não deixar equipamentos e malas amostra no carro, ou nada que chame a atenção.

Para mulheres que querem viajar sozinha para a Puglia, aproveitem a região com os mesmo cuidados que temos em outros lugares.

A bela cidade de Otrento, duas horas de Monopoli

A cidade de Lecce é patrimonio da humanidade

A belezas da região de Otrento, no sul da Puglia

A Puglia em Outubro vale a pena?

Nós achamos que valeu muito a pena! Achamos a temperatura ótima e tudo mais acessível e menos lotado do que no alto verão.

O que sentimos falta de ir nessa época do ano foi aproveitar a praia, mas, mesmo sem praia, tem muita coisa pra ver e fazer e por isso não paramos um segundo.

O que teríamos feito diferente?

Talvez chegado na primeira semana de outubro em vez de chegar no fim do mês, teria ajudado no tempo e talvez até teríamos pegado praia.

Considerar voar para Brindisi, que é mais perto do que Bari. E talvez, dormir em Otranto, para não ter de dirigir 4hrs (duas pra ir e duas para voltar de Bari).

É isso turma, espero que tenham gostado do artigo!

Qualquer coisa nos avise,

abs leo e chel

Inspire-se com nossos livros

Livro Viajo logo Existo Um ano na Estrada

Livro Viajo logo Existo Um Ano na Estrada (1)

R$ 65,00