APROVEITE TUDO ISSO DE GRAÇA! 💰💰💰

Baixe agora as melhores dicas de viagem para suas próximas férias!

*Tenha certeza que os pop-ups estão liberados em seu aparelho.
BAIXE AGORA O E-BOOK

Peru

Cores, energia e sorrisos são o que define o Peru que luta para manter viva a cultura de mais de 5 mil anos. A resistência de seu povo encontra-se em cada pequeno detalhe pelo país do artesanato colorido, a música típica com sua dança exótica, sua culinária e perseverança. As paisagens que parecem ter saído de um quadro pintado por um renomado artista dão a cartada final para tornar o país um dos melhores para se visitar.

A cultura dos Incas que por lá chegaram e deixaram marcado sua histórica com construções de tirar o fôlego em Machu Picchu, a cordilheira dos Andes em contraponto com o lago Titicaca, a floresta amazônica e a capital Lima. Peru é receptivo para os viagens apaixonados por natureza, por grandes metrópoles, por praias, por história e arte.

Os 2.430 de Machu Picchu são o que atraem o turista para o país, mas não é o único ponto que o faz se apaixonar pelo lugar. A receptividade, a cultura forte e energia vibrante deixa no turista um gostinho de quero mais a cada lugar visitado.

As florestas, o mar e o império inca tornam-se um combo que juntos faz com que nos apaixonamos por sua cultura. Ficou curioso sobre esse rico país? Vamos explorá-lo mais um pouco!

Nossos Parceiros

Logo Microsoft - Parceiro
Logo Smiles - Parceiro
The North Face logo - Parceiro
Logo Copa Airlines - Parceiro
Logo Software One - Parceiro

O Peru é muito mais do que Lima e Cusco. Fomos até o Parque Huaraz que é belíssimo.

Informações úteis

Capital: Lima
Moeda: Novo sol
Idioma: Espanhol, aimará e quíchua
População: 32,1 milhões
Requer Visto: Não
Requer Vacinas: Não
Eletricidade: 220v
IDH: 0,74 (87º)

Quando ir ao Peru

Você é do tipo planejador? Gosta de saber a melhor época do ano para visitar determinado país? Se a resposta for sim para as duas perguntas, então deve se perguntar: Quando ir para o Peru?

O clima não é fator decisivo em grande parte do país, mas se pretende visitar Macchu Picchu ficar de olho nas condições climáticas é imprescindível.

Alta temporada (de maio a setembro): A melhor época para viajar sempre são os meses que chove pouco para poder curtir e se aventurar sem grandes preocupações com o tempo. No Peru essa época acontece entre maio e setembro, os meses de junho e julho, que coincidentemente são os meses de férias no Brasil, são os melhores para conhecer o país. A temperatura média fica em torno dos 20ºC, durante à noite cai pela metade. O clima seco e a falta de chuva tornam as paisagens deslumbrantes e sem risco de tempestades fazem com que o inverno a melhor época para ir ao Peru.

Média temporada (de setembro a novembro): Em Setembro, Outubro e Novembro os dias são mais longos e as chuvas não são frequentes. É ótimo para viajar por conta do clima agradável. A época de férias escolares em grande parte da América Latina acabou, por conta disso, os valores de hotéis e passeios estão mais baratos.

Baixa temporada (de novembro a março): O verão no Peru ocorre entre os meses de novembro e março, apesar do calor, costuma ter muita chuva e ser muito úmido. O tempo nublado impossibilita ver grande pede de Machu Picchu. Pode alagar algumas cidades como Valle Sagrado e Cusco. O verão não é o mais indicado para visitar o país, mas caso só possa ir nessa época do ano tem que ter um pouco de paciência e ficar sempre de olho no clima na hora de agendar seus passeios.

Melhores meses: Os melhores meses para conhecer o império Inca e a bela Lima são meses de inverno. Por conta da pouca chuva na região. Escolhe um mês entre maio a setembro e se prepare para explicar cada pequeno pedaço do incrível Peru. Maio e setembro são considerados baixas temporadas os preços são melhores, as cidades estão menos lotadas, as agências de viagem tem menos concorrência então acabam baixando o preço de alguns passeios é uma ótima época para visitar o país e ainda economizar durante a viagem.

Como chegar ao Peru

Para entrar no país nós da América Latina não precisamos de visto e existem diversas formas para chegar ao Peru do transporte Terrestre como ônibus e carros, aos aéreos.

Algumas rotas por terra são possíveis: saindo do Acre pôde-se pegar um ônibus direto a Cusco, ou de Porto Alegre e Foz do Iguaçu basta ir a cidade que faz fronteira com o Brasil, Pedro Juan Caballero e pegar alguns dos ônibus disponíveis. As viagens são longas e as estradas perigosas, mas são um opção para quem prefere o meio terrestre.

As opções de voo

Para quem é da região sudoeste como São Paulo e Rio de Janeiro existem alguns voos diretos para Lima. As Taca, LAN, TAM fazem esse trecho de viagem. Algumas empresas fazem os vôos internos para Arequipa, Puno, Lima e Cusco é uma opção que apesar de mais cara é boa para quem vai ficar pouco tempo no país. As empresas mais conhecidas são latam, avianca, star peru e peruvian.

Transporte no país

Uber: O uber no Peru funciona da mesma forma que no Brasil, e assim como em grande parte do mundo é uma opção melhor e mais barata que Táxi. O aplicativo é uma boa forma para quem quer se locomover pela cidade de forma confortável e rápida.

Trem: O trem não é a forma mais utilizada de transporte entre os locais. A privatização das linhas férreas fizeram com que o preço das passagens aumentassem e muitos optassem por outro meio de transporte.

As linhas mais utilizadas são as para chegar até águas calientes para ir até Machu Picchu. O trem acaba sendo mais utilizada no país por turistas que encontram facilidade para se locomover entre os pontos turísticos.

Car Pooling: No Peru temos os calleteros, espécie de táxis coletivos só funcionam com até cinco passageiros. O Carpooling mais utilizados na Europa também funcionam no país, mas de forma menos conhecida. Os aplicativos funcionam como forma de carona compartilhada entre desconhecidos e tem ganhado os corações dos viajantes que gostam de economizar.

Metro: O metrô funciona melhor na capital Lima, o sistema de transporte urbano percorre grande parte da cidade desde o sul aos bairros mais periféricos e ao centro histórico. Não é muito utilizado pelos viajantes por não chegar aos pontos turísticos Os distritos que tem metrô são: Villa El Salvador, Villa Maria del Triunfo, San Juan de Miraflores, Santiago de Surco Surquillo, San Borja, San Luis, La Victoria e Fencing Lima.

Ônibus: O Ônibus é uma das melhores opções para se locomover, porém o lado negativo são que os comboios muitas vezes são velhos e estão em estados precários. Assim como em grandes metrópoles nos horários de pico eles ficam lotados. Os valores são baixos e isso é um grande atrativo para o turista, porém os deslocamentos de um ponto ao outro da cidade são muito demorados.

City pass para o transporte: Conhecidos como boleto turístico no peru vende-se em cusco. Funcionam da mesma forma que os citypass em grandes cidades. Os valores dependem de cada agência e ele te dá acesso a cerca de 16 atrações em Cusco.

Navio/barco/cruzeiro: Uma opção de passeio de barco no Peru é descer e subir o Rio Amazonas. De barcos pequenos, lanchas até alguns tipos de navios os passeios te levam entre as cidades e você pode conhecer a flora do país.

Acessibilidade: Alguns pontos turísticos como Machu Picchu oferecem opções para pessoas com deficiências para locomoção. Os meios de transporte não são totalmente adaptados, mas a locomoção é fácil de se fazer. Nas estações de metrô e até nos ônibus existem sempre funcionários dispostos a ajudar.

Machu Picchu, o lugar mais famoso do Peru em ago/2013