Masai Mara é o melhor safári do Quênia 

Depois de dois meses pela Tanzânia, já estávamos com vontade de seguir viagem e cruzar a fronteira para o Quênia. O melhor safári do Quênia é no Masai Mara, e essa seria nossa primeira atração no país.

De Arusha até Nairóbi seriam algo como 4/5 horas de carro, contudo soubemos de última hora que o sistema de vistos para o Quênia agora era online e precisávamos fazer essa aplicação pela internet.

Essa brincadeira toda nos atrasou quase quatro dias, o processo era novo e tudo estava bem lento. Contudo, com os papeis em mãos lá fomos nós, sentido o país de número 58 no Viajo logo Existo e rumo a um dos parques mais incríveis de toda a África, o Masai Mara.

Felizes da vida de estarmos no Parque Masai Mara

Recebidos por brasileiros em Nairóbi

Em Nairóbi, capital do Quênia, estava tudo certo para ficarmos na casa do Junior e da Ana, uma família brasileira que mora e trabalha no país. Foi ótimo voltar a falar português e comer uma boa comida com o gostinho de casa. Sem falar que eles são super bacanas e nos demos muito bem!

Eles também estavam com uma viagem programada para fazer safári no Masai Mara então acabamos indo no mesmo dia apesar de estarmos em hotéis diferentes.

O parque nacional Masai Mara, considerado um dos lugares mais legais para fazer safari na África toda, reduto de centenas de animais, incluindo os “big 5”, que é o grupo que inclui leão, leopardo, rinoceronte, elefante e búfalo.

O momento que mais esperamos em um safári, estar diante de um leão

Lá vamos nós fazer safári de novo, talvez um dos últimos na África…

Dirigimos seis horas para chegar até o parque, uma boa parte você dirige em um asfalto novinho, e uma boa parte em terrão e muitos buracos! O lado bom é que tínhamos sido convidados pelo grupo hoteleiro Asilia para ficar em um dos seus campings de luxo: o Rekero Camp bem dentro do parque, em frente ao Rio Masai e um dos melhores lugares para ver a vida selvagem.

Chegamos e logo nos sentimos em casa, não só pelo ambiente agradável, mas porque o pessoal nos recebeu muito bem. Claro que chegar com um carro do Brasil e contar que estamos viajando o mundo abre portas, mas você sente quando o interesse é genuíno, e lá era!

Esses campings de luxo são montados no meio da savana, sem cercas, sem nada, os animais passam livremente pela propriedade e a regra é gerar o menor impacto possível quando se está fazendo safári no Masai Mara.

Tudo é trazido de fora e levado para fora do parque! O povo local Masai, acostumados com os animais selvagens, fazem a segurança para você poder sair do quarto e ir jantar, etc…

Os preços são altos, mas a experiência é única na vida! Uma noite na alta temporada (Maio a Set) sai por nada menos que 700 dólares por pessoa, com tudo incluso, todas as refeições e safaris em carros privados. Na baixa temporada, os preços caem para 500USD.

Dentro do nossa maravilhosa tenda no Rekero Camp

Diante de um incrível elefante

Um momento único, um guepardo fêmea com seus três filhotes

Como é um dia na savana?

O dia dentro dos parques aqui na África começa cedo, por volta das 5:30 da manhã. O motivo é simples, predadores como leão e leopardo são mais ativos essa hora do dia, antes do sol estar a pino e esquentar o ambiente.

Você escolhe a hora que quer acordar, e na hora avisada vem um guerreiro masai trazer um chá e umas bolachinhas para você acordar.

A vista da nossa barraca era espetacular, bem em cima do Rio Mara, onde frequentemente víamos animais bebendo água ou descansando.

Nossos guias Masai, as 6:00hrs, já estavam prontos nos esperando no carro do hotel.

Mal saímos do perímetro do camping e já cruzamos uma bela girafa com o sol subindo ao fundo! O dia prometia… Cinco minutos mais tarde cruzamos com dois belos leões machos que vivem próximo ao camping. A luz estava linda, bem amarelada e sem pressa os acompanhamos pela savana. Eles passam colados ao carro e não dão a menor bola para você!

Seguimos savana adentro e o dia era de sorte. Avistamos alguns carros parados juntos e isso é sempre coisa boa, nos aproximamos e nos deparamos com um guepardo fêmea com três filhotes. Foi demais ver eles brincando, correndo um atrás do outro, pura natureza.

Agora era hora de acharmos um lugar com uma bela vista e tomarmos o nosso café da manha. Os guias trazem tudo, e você come na traseira do carro enquanto olha o mundo animal seguindo sua vida.

Uma cena que só vimos depois de nove meses fazendo safári, uma leoa caçando um gnu

Longas horas de espera para ver os gnus fazerem a travessia

Nossos guias masais

A migração dos gnus, finalmente!

Se existe um motivo porque algumas pessoas voltam inúmeras vezes para o safári no Quênia ou na Tanzânia, é para ver de perto a migração de milhares de gnus e zebras que estão sempre seguindo as chuvas e a oferta de alimentos.

Porém, o momento mágico é quando eles cruzam o rio Mara, próximo a fronteira dos dois países. Só que devido a quantidade enorme de crocodilos nessas águas os animais são extremamente cautelosos ao se aproximar da água.

As vezes ficam mais de 6,7,8 horas na margem e então desistem. Passamos por isso no norte do Serengeti, seis horas de espera e nada. Uma família britânica no mesmo dia esticou 8hrs e os viu cruzando o rio. Paciência e sorte são parte do negócio!

Como não existe uma liderança clara entre os gnus, todos ficam esperando o primeiro pular na água e então os demais seguem desenfreadamente. A duração da travessia depende do tamanho do grupo, mas os guias dizem já ter visto travessias de mais de três horas.

Nesse dia vimos um grande grupo de gnus indo em direção a margem do rio e nos aproximamos para esperar e ver no que daria.

Já calejados de outros dias, pegamos nossos livros e relaxamos. A Chel até dormiu. Foram quatro horas até vermos a poeira subir no ar. O sinal para podermos nos aproximar. Até os gnus começarem a cruzar, os guardas florestais mantem os carros longe, para não interferirem no processo.

Esses animais tendem a cruzar sempre nos mesmos lugares, mas não nesse dia, e estava difícil retratar o momento.

São milhares de gnus e ver a migração é maravilhoso

Ajuda bem vinda do guerreiro Masai!

É nessas horas que vemos que ser legal com as pessoas sempre vale a pena. O nosso guia Masai, vendo nossa dificuldade para fotografar, logo abordou um dos guardas do parque e pediu ajuda. O guarda prontamente pulou com sua AK-47 em mãos e falou pra mim, vamos descer até a margem do rio.

Pego de surpresa só tive tempo de colocar meu tênis, pegar minhas duas câmeras e me jogar barranco abaixo. O angulo ajudou um pouco, mas a melhor foto que fiz foi do guerreiro Masai com o guarda camuflado do parque.

Um dia voltaremos para apreciar esse fenômeno com mais calma e explorar mais ângulos.

Mais uma experiência marcante em nossa viagem pelo mundo!

Inspire-se com nossos livros

Livro Viajo logo Existo Um ano na Estrada

Livro Viajo logo Existo Um Ano na Estrada (1)

R$ 65,00

Livro Viajo logo Existo no Velho Continente

Livro Viajo logo Existo no Velho Continente (2)

R$ 80,00

Livro Viajo logo Existo Um ano na África

Livro Viajo logo Existo na África Selvagem (3)

R$ 80,00

Livro Viajo logo Existo Um ano na Ásia e Oceania

Livro Viajo logo Existo Um Ano na Ásia e Oceania (4)

R$ 80,00

Nossos Parceiros

Logo Microsoft - Parceiro
Logo Smiles - Parceiro
The North Face logo - Parceiro
Logo Copa Airlines - Parceiro
Logo Software One - Parceiro

Deixe seu comentário! Queremos sua opinião.

Queremos te ajudar a viajar ainda mais!

Veja nossos guias de viagem