Home – América do Sul – Canadá – post 5

Como foi passar 56 horas dentro de um trem

Que o Canadá é um país incrível, cheio de belas cidades e muita natureza, isso nós já sabíamos. Mas, que iríamos ficar 56 horas dentro de um trem no Canadá, cruzando o país todo, isso, nós nunca imaginamos. 

O Canadá é o segundo país mais extenso do mundo, atrás da Rússia e mesmo 56 horas dentro de um trem no Canadá não foram suficientes para cruzar o país todo. Estamos falando do “The Canadian”, a famosa rota de trem, da Via Rail, que liga Toronto, na costa leste, até Vancouver, na costa oeste, ao longo de mais de 4.400 km.

O trem possui vagões abertos, com vidro no teto e perfeitos para observar a paisagem

No dia que ouvimos falar deste trem, ainda em São Paulo, ficamos maravilhados de poder viver essa experiência. Logo pensamos: caramba, que animal deve ser cruzar o Canadá inteiro dentro de um trem. 

Alguns meses mais tarde e aqui estamos, dentro da cabine 110 B, sentados em nossas confortáveis poltronas enquanto o trem atravessa centenas de quilômetros de floresta. O visual passa rápido lá fora, muitas árvores, montanhas, planícies…

Que experiencia mais fantástica!

Um dos pontos altos do The Canadian é o conforto e suas refeições.

A vida dentro do trem que cruza o Cañadá

Existem 3 opções de estadia em sua viagem de trem, que nesse caso vira um hotel. Opções mais em conta como uma poltrona que vira uma cama, passando por cabines para duas pessoas (foi onde ficamos) até o luxuoso Prestige, que é uma cabine luxuosa e espaçosa. Os preços começam em 415 dólares canadenses e vão até 3,850 por pessoa. 

Nossa primeira impressão ao entrar no trem é que estávamos entrando em um submarino. Tudo perfeitamente no lugar, com o máximo de aproveitamento, sem desperdícios de espaço. Localizamos nosso quarto (110 B) e logo vimos que, para um casal que já morou anos em um carro, isso aqui seria mais do que o suficiente para os próximos dias. 

Depois de uma noite quente e confortável acordamos com o staff do trem anunciando o café da manhã. Que é servido em um vagão exclusivo para refeições. Nos juntamos a outros viajantes para a primeira refeição do dia. Esse ritual se repetiria nas demais refeições. 

Você senta com outros hóspedes e isso é bacana para interagir e sair daquela sensação que você está em uma cena de filme. Fora isso, temos que confessar que comemos muito bem. No almoço e no jantar são pelo menos três opções de prato incluindo uma opção vegetariana.

A paisagem

O mais interessante é que o tempo todo o trem está em movimento, cruzando as florestas do Canadá. O silêncio e a paz reinam diante desse incrível cenário. Sabíamos que seriam dias calmos e precavidos, já havíamos separado alguns livros para esses dias que ficaríamos no trem (#ficaadica). Diferente dos demais trens que viajamos da Via Rail, o The Canadian, não possui wi-fi. Mas de verdade, isso até que foi bom para darmos uma desligada do mundo “conectado”. 

Uma das partes mais interessantes do trem é o vagão panorâmico com o teto e janelas de vidro. Do conforto da poltrona você tem uma visão 360º de tudo que está acontecendo. Lagos, muito verde, cidades, animais selvagens, se pode avistar de tudo!  

Nossa experiência com o banho foi ótima e apesar do chuveiro ser compartilhado (cada cabine tem seu banheiro, mas sem chuveiro), a água quente é quente mesmo e abundante. E o mais surpreendente, é que não é tão pequeno e apertado quanto pensávamos que seria.

A rota do trem

As paisagens do Canadá 

Não é preciso ter viajado o mundo para saber que o Canadá é um dos países mais bonitos do mundo. Sua beleza natural, a variedade de clima e tudo tão bem preservado é realmente único.  

Da janela do trem você pode testemunhar o quão intocado é boa parte do seu território. Mas o melhor mesmo acontece de noite, principalmente durante o inverno, quando é possível avistar a mística aurora boreal.  

A frase famosa entre os canadenses é: “Se não podemos exportar as paisagens, vamos importar os turistas”.  Dizem que a frase é do engenheiro William Cornellius Van Horne que tocou o projeto da ferrovia Canadian Pacific.

O privilégio de estar aqui 

Ao longo de anos viajando pelo quatro cantos do mundo, aprendemos que mais do que procurar lugares e monumentos, estamos atrás de histórias e de experiências. 

Cruzar o segundo país mais extenso do mundo dentro de um trem por dias é sem sombra de dúvidas uma das experiências mais únicas que já vivemos.   

Aqui, sentados de frente a uma longa janela no trem, observo o verde infinito preencher nossa janela, de mãos dadas, refletimos em silêncio o privilégio que é estar aqui. 

Que nossa vida continue assim, repleta de experiências inesquecíveis. 

*Obrigado Via Rail por nos proporcionar essa diferente experiência em nossas vidas!

Inspire-se com nossos livros

Livro Viajo logo Existo Um ano na Estrada

Livro Viajo logo Existo Um Ano na Estrada (1)

R$ 65,00

Livro Viajo logo Existo no Velho Continente

Livro Viajo logo Existo no Velho Continente (2)

R$ 80,00

Livro Viajo logo Existo Um ano na África

Livro Viajo logo Existo na África Selvagem (3)

R$ 80,00

Livro Viajo logo Existo Um ano na Ásia e Oceania

Livro Viajo logo Existo Um Ano na Ásia e Oceania (4)

R$ 80,00

Nossos Parceiros

Logo Microsoft - Parceiro
Logo Smiles - Parceiro
The North Face logo - Parceiro
Logo Copa Airlines - Parceiro
Logo Software One - Parceiro

Deixe seu comentário! Queremos sua opinião.

Queremos te ajudar a viajar ainda mais!

Veja nossos guias de viagem