Home – Ásia – Emirados Árabes

O que fazer em sua primeira vez em Dubai

Entre Inglaterra e África do Sul, resolvemos fazer uma escala em Dubai e descobrir o que fazer em sua primeira vez em Dubai.

Chegamos em Dubai na noite anterior vínhamos de Londres na Inglaterra e o voo foi tranquilo. A primeira grande surpresa foi o clima, saímos da Europa vestindo calças e casacos e chegamos nos Emirados Árabes com todo mundo de chinelo e roupas leves. Melhor assim…

Como comentamos no post anterior ficamos hospedados na casa da Rogéria, uma brasileira que vive com sua família na cidade e trabalha como guia. Ótimo, estávamos bem assessorados!

Uma das construções mais icônicos de Dubai, o Burj Al Arab.

Hora de ir passear apesar do cansaço

Acordamos relativamente tarde e ainda confusos com o fuso horário de quatro horas. Mas a Rogéria já havia preparado um plano para o dia todo e estava só esperando nós acordarmos.

Tomamos café e saímos com ela para conhecer a moderna Dubai Marina, próximo a sua casa.

Essa região é cheia de prédios novos, cada um com uma arquitetura diferente, tem um até que é torcido. Legal, lembrou um pouco Miami com os canais cruzando a cidade, barcos, pontes, prédios, calor e turistas.

A Marina Dubai também é um dos principais destinos na cidade.

Nosso dia em Dubai

Saímos da Marina e fomos conhecer aquelas ilhas artificiais que existem na cidade, a famosa Palm. Parece coisa de outro mundo imaginar que tudo aquilo ali foi construído pelo homem, tem ate um túnel dentro da ilha artificial.

Tudo foi planejado, uma parte da ilha é só para condomínios de casa e pequenos prédios, na parte mais externa, estão somente os hotéis, todos muito bonito, impecavelmente organizado e cheio de luxo.

Bom voltamos para a casa da Rogéria onde o marido dela nos esperava para assar uma carne e matar a nossa saudade de um bom churrasco.

Comemos muito bem e agora com o sol mais tranquilo, era hora de irmos visitar a cidade velha. Dirigimos pelo menos uns vinte minutos de sua casa e chegamos a um rio que corta a cidade.

Ali pegamos um barquinho para cruza-lo e então visitar as dezenas de lojas que tem por ali. Pegamos o tal barquinho com o sol já baixando no horizonte, uma cena interessante.

Fomos andando até o souk, tanto o de especiarias como o de ouro. No mercado de especiarias nossa primeira parada foi na loja de um Iraniano que a Rogéria conhece e foi pura diversão. A Chel ficou vendo todos os temperos, frutas secas, chás, chocolates, etc e eu lá fora batendo papo com os outros vendedores.

Quando a Rogéria falou que éramos amigos dela e não clientes normais, o iraniano dono da loja se soltou e falou: “escolham o que quiser da loja” e começou a pegar um monte de coisa, chás, chocolate de leite de camelo, amêndoas, pistache, macadamias, lembrancinhas, o cara não parava, tivemos que insistir! Até um convite em Teran conseguimos…

Passeamos também pelo souk de ouro, mas infelizmente por lá não ganhamos nada, rsrs.

Enfrentando a multidão para ver o show de águas no Burj Khalifa.

O mercado de especiarias em Dubai.

Também visitamos o maior shopping do mundo em Dubai.

Dia longo…

A noite já havia caído e caminhamos um pouco mais pelas ruelas do mercado. Nos lembrou a Turquia em uma menor escala. Interessante…

O dia ainda não havia acabado, saímos direto para o prédio mais alto do mundo, o Burj Khalifa para ver o show de águas. Compararam geralmente com o de Las Vegas, ou melhor, dizem que é maior.

Uma coisa é certa tinha muito gente, completamente lotado, todo mundo esperando o show começar. É um show bonito, mas nada extraordinário.

Já que estávamos em Dubai, aproveitamos para pegar uma praia.

O tempo por lá

Por ser Fevereiro o calor ainda não é tão intenso, mas mesmo assim temos que andar com o ar condicionado o tempo todo.

Depois de Abril/Maio os termômetros batem facilmente os 45 graus, impossibilitando se fazer qualquer coisa próximo do horário do almoço. O calor é tão grande que os funcionários que trabalham na manutenção da cidade param do meio dia até as três da tarde.

Os pontos de ônibus são fechados e com ar condicionado. Tudo pensado para viver em um deserto, literalmente!

Outra coisa que nos chamou a atenção é a questão da violência, que é praticamente inexistente nos Emirados Árabes. Casos de roubo ou furto são raríssimos, assassinatos então nem se fala!

Inspire-se com nossos livros

Livro Viajo logo Existo Um ano na Estrada

Livro Viajo logo Existo Um Ano na Estrada (1)

R$ 65,00

Livro Viajo logo Existo no Velho Continente

Livro Viajo logo Existo no Velho Continente (2)

R$ 80,00

Livro Viajo logo Existo Um ano na África

Livro Viajo logo Existo na África Selvagem (3)

R$ 80,00

Livro Viajo logo Existo Um ano na Ásia e Oceania

Livro Viajo logo Existo Um Ano na Ásia e Oceania (4)

R$ 80,00

Nossos Parceiros

Logo Microsoft - Parceiro
Logo Smiles - Parceiro
The North Face logo - Parceiro
Logo Copa Airlines - Parceiro
Logo Software One - Parceiro

Deixe seu comentário! Queremos sua opinião.

Queremos te ajudar a viajar ainda mais!

Veja nossos guias de viagem