Loading...
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Segurança e custo de uma viagem para Israel

Apesar de planejamento ser a alma do Viajo logo Existo, incluímos a visita a Israel de última hora, consequência de uma mudança na nossa viagem pelo Egito.

Com isso tivemos de ir atrás de alternativas, já que estávamos no Oriente Médio, e é difícil voar da maioria dos países árabes para Israel. Como já tínhamos uma viagem para o Chipre, compramos uma ida e volta para Israel deste país.

Quanto se gasta em Israel?

A moeda de Israel é o shekel, e a paridade é 1 dólar para 3,70 Shekels (parecido com o Brasil em Outubro de 2018).Israel é um país relativamente caro, pois muita coisa é importada, é um país pequeno, com boicote de boa parte dos países árabes vizinhos e moradia/setor imobiliário também é caro em Tel Aviv, e isso talvez reflita nos preços de hotéis.

Pelo que pesquisamos de hotel, preço médio era entre $100 e $120,00 em Tel Aviv. Acabamos ficando na casa de duas boas almas que resolveram nos receber, obrigada mais uma vez Paty e Stav!

Final de tarde em Jafa, ao sul de Tel Aviv

Transporte Público

Usamos bastante o transporte público e funciona bem. Pegamos o metrô do aeroporto para casa e ônibus vários dias. Fora isso tem bike e patinete por todos os lados. É incrível ver tantas bicicletas elétricas e não elétricas.

Os aplicativos para usar as bicicletas e patinetes são: Birdpara patinete, para bicicleta tem o Tel-O-Fun, que você tem que devolver nas estaçoes, você verá as bicicletas verdes por toda a cidade e também o Mobike, que você pode deixar em qualquer lugar.

Um aplicativo que também pode ser útil é o Moovitque é um aplicativo de carona.

Apesar do Uber também funcionar em Israel, o Gett também é uma opção. Os dois aplicativos servem para chamarem taxi, então lembre-se de pedir para o taxista ligar o taxímetro.

Ah, as vezes o ônibus tem o motorista para cobrar, mas as vezes só tem a máquina, então, carregue moedas com você, pagamos 5,90 shekels por pessoa. Já o metrô, custou 13,70 shekels por pessoa do aeroporto para uma estação central em Tel Aviv.

Bicicletas estão por todos os lados de Tel Aviv em Israel

Como é a alimentação em Israel?

Nós amamos a comida em Israel, mas, se resolver sentar na praia para comer, não vai custar barato. Boas opções são as comidinhas de rua, ou seja street foods, as mais famosas são Falafel e Sabih.

Falafel é um bolinho frito feito com grão de bico, maravilhoso, e geralmente é servido no pão pita, com hommus, uma pasta feita também com grão de bico, a famosa salada israelense feita com tomate e pepino e molho de tahini. O sabih é feito com berinjela, ovo, batata, saladinha israelense e molho de manga, também delicioso. E o melhor, essas duas opções são vegetarianas.

Também é possível encontrar Shawarma, esse sanduíche que vem lá da época do império otomano, e você encontra em todo o oriente médio. Você pode encontrar com frango, cordeiro ou carne bovina. Os três sanduíches acima pagamos em média 20 shekels cada sanduíche e alimenta bem. Uma coca-cola custa entre 8 e 10 shekels.

Falafel é um dos pratos mais comidos por aqui

Passeios e como fizemos

De última hora resolvemos fazer dois passeios, pesquisamos algumas empresas e fizemos tudo pelo site Tourist Israel. Lembrando que não foi uma parceira, entramos no site e compramos os tours que queríamos. Pelo que entendemos, eles são uma operadora, e são várias empresas que prestam serviço.

O primeiro passeio fomos com a Fun Time, para Jerusalém e Mar Morto, e podia incluir o passeio para Belém por um valor adicional, valores abaixo. Foi bom, porque não tínhamos tempo, mas é muita correria fazer tudo em um dia.

Fomos em um lugar que realmente não gostamos muito no mar morto, lotado, e o almoço foi previsto para acontecer no Mar Morto, as 3 da tarde. Quando chegamos ao lugar os restaurantes já não tinham muitas opções, e achamos isso ruim.

Jerusalém tem muita história e tem muita coisa para ver, e nosso guia fez tudo correndo, e não tinha um microfone, e como éramos um grupo grande, era difícil ouvir as explicações. Nossa sugestão seria ficar 3 ou 4 dias em Jerusalém, curtir com calma, e talvez contratar um guia para lhe mostrar a cidade, pois tudo tem muita história.

O tour para as Colinas de Golã

Queríamos conhecer também as Colinas de Golã, ou Golan Heights, que ficam no norte de Israel, quase 3 horas de Tel Aviv. Também contratamos pela Tourist Israel, mas fomos com outra agência, a Bein Harim, e gostamos muito do passeio.

O grupo era bem menor, por ser menos turístico, fomos em uma mini van, com dois guias, 14 pessoas, paramos para almoçar no horário, o guia todo hora perguntava se todos estávamos entendendo bem todo o conteúdo, realmente adoramos!

Também é cansativo, pois nos dois saímos as 7 da manhã e voltamos as 19 horas. Fora isso você precisa gastar com taxi ou transporte público até o ponto de encontro para a saída do passeio.

Segurança

Bom turma, não fiquem bravos ok? o que estamos escrevendo é a sensação de viajar como turista para Israel sem tomar nenhum lado de quem está certo ou errado nos conflitos da Palestina e da Faixa de Gaza, e sem desprezar todos os problemas que as pessoas que moram nessas regiões sofrem. Como turista, viajando para os lugares que comentamos, ficando hospedados em Tel Aviv, você não vai perceber nada.

O que mais nos chamou a atenção é o número de soldados nas ruas, uma vez que os israelenses judeus são obrigados a servir ao exército, inclusive as mulheres, e por isso é possível vê-los todos os dias, em todos os lugares, inclusive dentro do ônibus e inclusive com suas armas.

Os índices de criminalidade são baixíssimos, e escutamos que mulheres andam sozinhas a noite pela rua, com celular, bolsa e sem nenhuma preocupação. Obviamente, os conflitos têm chances de escalar, mas, a menos que algo esteja no noticiário diário, você pode ir sem problemas.

A cidade de Jerusalem e toda sua história

As colinas de Golã no norte de Israel

Gastos em Israel

  • Gastos com voo – 115 dólares ida e volta Chipre – Israel por pessoa, sem bagagem pela empresa El Al.
  • Ônibus dentro de Tel Aviv – 5,90 shekels por pessoa.
  • Trem – 13,70 shekels por pessoa do aeroporto para uma estação central em Tel Aviv.
  • Sanduíche na rua – 20,00 shekels
  • Água – 6,00 shekels
  • Coca-cola – 9,00 shekels
  • Passeio Jerusalém e Mar Morto saindo de Tel Aviv – 85 dólares por pessoa
  • Um valor adicional de Belém – 25 dólares por pessoa
  • Passeio para Golan Heights – 125 dólares por pessoa

Artigos relacionados

Nossos Parceiros

Microsoft_Home

Deixe seu comentário! Queremos sua opinião.

Queremos te ajudar a viajar ainda mais!

Receba nosso conteúdo gratuito
Acreditamos que juntos chegaremos mais longe e é por isso que disponibilizamos e-books, guias e planilhas gratuitas para vocês, seguidores do Viajo logo Existo
Clique aqui para confirmar
*você receberá um e-mail atutomaticamente de confirmação - verifique suas caixas de entrada
close-link
2018-10-31T15:27:10+00:00
Receba nosso conteúdo gratuito
Acreditamos que juntos chegaremos mais longe e é por isso que disponibilizamos e-books, guias e planilhas gratuitas para vocês, seguidores do Viajo logo Existo
Clique aqui para confirmar
*você receberá um e-mail atutomaticamente de confirmação - verifique suas caixas de entrada
close-link
shares