Como foi nosso roubo no Chile

Não tivemos uma boa experiência quanto a segurança no Chile já que fomos roubados por lá no início da nossa volta ao mundo de carro, em 2013.

Já conhecíamos Viña del Mar e Valparaíso de uma viagem em 2011. A primeira experiência foi ótima, adoramos as cidades. A segunda visita, na nossa volta ao mundo de carro em 2013, não foi tão boa assim já que percebemos a fragilidade da segurança no Chile ao sermos roubados.

A cidade de Valparaiso no Chile, onde tudo aconteceu!

A nossa experiência ao sermos roubados no Chile

Era dia 04 de julho. Comemoração de dois meses desde o início da viagem. Paramos para fotografar alguns surfistas na água na praia de Bahamas e na hora de ir embora, eis a surpresa: pneu furado. Enquanto o Leo manobrava, eu que estava do lado de fora, vi o pneu do meu lado rapidamente ir para o chão! Gritei para o Leo. Lá fomos nós trocar o primeiro pneu da viagem.

Enquanto o Leo se sujava todo, eu aproveitei para tirar foto e filmar um pouco. Seguimos viagem para um restaurante no caminho. Queríamos fazer uma matéria e quando chegamos lá, depois de uns vinte minutos, nos demos conta e percebemos: cadê a mala de fotografia do Leo?

Reviramos o carro e nada. Nessa hora já sabíamos que tínhamos sido roubados. Caímos em um golpe, onde as pessoas furam seu pneu para desviar a atenção e te roubar.

Leo trocando o primeiro pneu furado da viagem.

Como resolvemos a situação

Para resolver o caso do nosso roubo, precisamos ir a duas delegacias. Na primeira fomos mal atendidos, não nos deram muita atenção. A nossa sensação nessa primeira delegacia foi de total descaso. O cara ainda nos disse que precisaríamos de quatro dias para ter um documento oficial para enviar para o seguro no Brasil.

Recebemos a dica de um senhor, que encontramos enquanto comíamos uma empanada, para procurar a segunda delegacia e falar com o Coronel lá. Diferente da primeira, que estava vazia, essa estava lotada e nem sabíamos se seria possível, afinal o mesmo homem que nos disse para ir também nos disse que era muito difícil falar com o superior.

Paramos uma senhorita que passava uniformizada por ali e pedimos pelo Oficial Superior. Logo o Coronel apareceu e ouviu toda a história gentilmente, fez uma ligação e disse que era só nós passarmos na delegacia que fomos primeiro para buscar a documentação necessária.

Foi uma confusão conseguirmos os documentos para apresentar ao seguro. E ainda bem que tínhamos seguro, se não teríamos perdido todo o equipamento fotográfico.

O pneu furado propositalmente!

Era só isso que queríamos, mas…

Um dia antes do roubo, chegando no hostel

Sobre a segurança no Chile

Por mais seguro que seja um país, é sempre bom ficar atento. Roubos e furtos acontecem em todos os lugares, com todas as pessoas. De modo geral, o Chile é um país seguro. A taxa de criminalidade lá é mais baixa que a do Brasil. Só que isso não impede que você possa dar de cara com alguns marginais, até porque turista é sempre mais visado, principalmente mulheres e idosos.

Abaixo sugerimos algumas recomendações que você deve seguir para ter mais segurança no Chile ou em qualquer outro país.

O centro da cidade de Santiago no Chile.

Recomendações sobre a segurança no Chile

Cuidado com dinheiro e documentos

Principalmente nos grandes centros, estações e mercados. Além disso, nunca saia de uma casa de câmbio contando dinheiro na rua, ou enfie o maço de notas na carteira. Procure sempre dividir seu dinheiro por vários lugares e compartimentos.

Cuidado com cartões de crédito

No exterior é bem comum não pedir documento de identidade na hora de passar o cartão de crédito. E muitas vezes basta só assinar a via do consumidor, mesmo que o cartão seja de senha, ela as vezes não é necessária. Por isso, após pagar algo com seu cartão de crédito, confira, quando o devolverem, se o cartão que estão lhe entregando é de fato o seu.

Táxi clandestinos

Desconfie de pessoas que o abordem para propor um táxi clandestino num aeroporto ou estação.

Aluguel de carro

Se alugar carro, coloque a bagagem no porta-malas e não a deixe visível. À noite, não deixe o veículo estacionado na rua com coisas de valor. Lembre-se também de sempre trancar o carro.

Pertences no hotel

Não deixe suas coisas de valor as vistas no hotel quando você sair. A atitude mais sensata é guardar os documentos, joias e dinheiro no cofre do quarto, ou dentro da mala num bolso bem escondido. Se for roubado no hotel, fale com a gerência e vá ao consulado, principalmente, se levarem seus documentos.

Nossos Parceiros

Microsoft_Home

Deixe seu comentário! Queremos sua opinião.

Queremos te ajudar a viajar ainda mais!

Nossos guias de viagem
Seja o primeiro a receber os guias de viagens feito por quem já rodou o mundo inteiro atrás de dicas, curiosidades e muito mais...
Quero receber dicas...
                                                                                                                      *não leva nem um minuto...
close-link