Home – Europa – Portugal

Rota histórica em Portugal: Alcobaça, Batalha e Fátima

Seguiríamos para o norte de Portugal mas com muitas coisas pelo caminho para ver. Inclusive a rota histórica e o turismo em Alcobaça, Batalha e Fátima.

Depois de uma semana em Peniche, entre idas e vindas pelas praias da região e uma rápida visita a Óbidos, era hora de partimos e seguirmos viagem.

Como passamos muito rápido pela região norte, nosso plano era subir novamente e agora tentar ver tudo com mais calma.

Nosso destino era Coimbra, onde a Paty ia nos receber.  Apesar da curta distancia entre as duas cidades, Portugal reúne três patrimônios da humanidade pela Unesco nesses 200km – Mosteiro de Alcobaça, Mosteiro da Batalha e o Santuário de Fatima e a própria Universidade de Coimbra, ou seja, tem muita coisa para ver.

Com o sol brilhando forte no céu, dirigimos algo como duas horas e chegamos ao nosso primeiro destino: Mosteiro de Alcobaça

Começamos nosso passeio pelo Mosteiro de Alcobaça.

O Mosteiro de Alcobaça

O Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça, também conhecido como Real Abadia de Santa Maria de Alcobaça ou mais simplesmente como Mosteiro de Alcobaça, é a primeira obra plenamente gótica erguida em solo português.

Foi começado em 1178 pelos monges de Cister. Está classificado como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO e como Monumento Nacional, desde 1910. Em 7 de Julho de 2007 foi eleito como uma das sete maravilhas de Portugal.

Interessante que em 1834 os monges foram forçados a abandonar o mosteiro, na sequência do decreto de supressão de todas as ordens religiosas de Portugal, promulgado por Joaquim António de Aguiar, ministro dos negócios eclesiásticos e da justiça do governo da regência de D. Pedro, Duque de Bragança.

Quando você chega no lugar já é fácil ficar impressionado pela fachada externa do mosteiro, porém para nos o que impressionou foi o seu tamanho por dentro, o pé direito chegava fácil a uns 15 metros de altura, as colunas eram largas e resistentes como as que vimos na catedral de Milão.

Dentro ainda existem alguns túmulos de reis e o túmulo de Dom Pedro Primeiro, o que garantem uma importância ainda maior ao monastério.

Ficamos quase duas horas andando e observando cada detalhe do mosteiro e então seguimos para Mosteiro da Batalha.

A Rachel fotografando o mosteiro de Alcobaça.

Mosteiro da Batalha

A Rachel tinha me mostrado umas fotos e estávamos ansiosos para ver esse belo monastério ao vivo, uma vez que ele parecia lindo! Chegamos na cidade antes das 4 da tarde e rapidamente nos localizamos seguindo as diversas placas no local.

O Mosteiro de Santa Maria da Vitória (mais conhecido como Mosteiro da Batalha ) situa-se em Batalha, Portugal, e foi mandado edificar em 1386 por D.João I de Portugal como agradecimento à Virgem Maria pela vitória na Batalha de Aljubarrota.

Este mosteiro dominicano foi construído ao longo de dois séculos até cerca de 1517, durante o reinado de sete reis de Portugal. Embora desde 1388 já ali vivessem os primeiros dominicanos.

Exemplo da arquitetura gótica tardia portuguesa, ou estilo manuelino, é considerado património mundial pela UNESCO, e em 7 de Julho de 2007 foi eleito como uma das sete maravilhas de Portugal. Em Portugal, o IPPAR ainda classifica-o como Monumento Nacional, desde 1910.

Como o dia estava lindo, com poucas nuvens no céu, o sol baixando no horizonte dava um toque especial a arquitetura do lugar. Ficamos encantados com toda a construção. Dentro dele, um pé direito altíssimo garante grande imponência a nave e uma série de vitrais coloridos dão um toque especial ao lugar.

Uma coisa muito legal, é que tanto no mosteiro da Alcobaça como no mosteiro da Batalha a entrada é gratuita, sendo pago somente alguns tour especiais, o que achamos ótimo. Perfeito para quem está viajando com o orçamento curto!

Nosso próximo destino foi o Mosteiro da Batalha.

Um lindo momento no Mosteiro da Batalha.

Ficamos intrigados de terem tão poucos turistas nesse lugar tão lindo!

O Santuário de Fátima em Portugal

Depois de visitar o mosteiro de Alcobaça e Batalha finalizaríamos nosso dia com chave de ouro conhecendo o Santuário de Fatima.

É um dos maiores do mundo e de quebra, está na lista dos patrimônios da humanidade da Unesco. Chegamos na cidade já no final de tarde, afinal saímos de Peniche cedo mas o dia estava sendo longo, porém rendendo muitas fotos e histórias.

O Santuário de Nossa Senhora do Rosário de Fátima (mais conhecido, simplesmente, por Santuário de Fátima), fica localizado na Cova da Iria, freguesia de Fátima, e é um dos mais importantes santuários marianos do mundo.

Composto principalmente pela Capelinha das Aparições, o Recinto/Esplanada do Rosário, a Basílica de Nossa Senhora do Rosário e colunatas, casa de retiros de Nossa Senhora do Carmo e Reitoria, casa de retiros de Nossa Senhora das Dores e albergue para doentes, praça Pio XII e Centro Pastoral Paulo VI, e também a vasta Basílica da Santíssima Trindade, inaugurada a 13 de Outubro de 2007.

Destacam-se ainda a Capela do Lausperene, onde está permanentemente exposto o Santíssimo Corpo de Cristo na Hóstia Consagrada e a Capela da Reconciliação, dedicada à celebração do Sacramento da Reconciliação.

A primeira coisa que você percebe ao chegar no Santuário é o seu tamanho, são diversos módulos como detalhamos acima, e muitos subterrâneos, porem o que impressiona mesmo é a praça central, e imaginar esse lugar cheio de gente nas datas religiosas. Ficamos parados olhando e só imaginando!

Para fechar o dia com chave de ouro, visitamos o Santuário de Fátima.

O Santuário de Fátima é realmente incrível, independente da sua religião. 

Dia longo mas cheio de histórias e belas construções

Conseguimos fazer algumas fotos e apreciar a paz do Santuário de Fátima, vimos muitos grupos que pareciam ser de Angola ou Moçambique pelo local, todos com roupas super interessante e únicas.

Não ficamos muito tempo, mas gostamos do que vimos…

Foi um dia longo mas achamos que valeu muito a visita a todos esses lugares. Cada um conta uma parte da história de Portugal e tem uma importância tanto histórica como religiosa. Fora que o turismo em Alcobaça, Batalha e Fátima é desenvolvido e eles estão preparados para o turista.

Hora de seguir para Coimbra e então seguir para Braga, Guimarães e então finalizar no Porto antes de começar nossa viagem rumo ao sul do país.

Nossos Parceiros

Microsoft_Home

Deixe seu comentário! Queremos sua opinião.

Queremos te ajudar a viajar ainda mais!

Nossos guias de viagem
Seja o primeiro a receber os guias de viagens feito por quem já rodou o mundo inteiro atrás de dicas, curiosidades e muito mais...
Quero receber dicas...
                                                                                                                      *não leva nem um minuto...
close-link