Home – América do Sul – PeruPost.30

As linhas de Nasca e os Oasis de Ica e Paracas

As linhas de Nasca e os Oasis de Ica e Paracas no Peru eram passagem obrigatória nossa no caminho de Lima, capital do país. Não sabíamos muito o que iriamos encontrar, mas fomos lá conferir.

Nosso inicio no Peru foi especial, ter conhecido Puno, Cusco e Machu Picchu já garantiram um lugar especial nas nossas lembranças… De Cusco seguimos viagem para Nasca, que fica 650km de distancia, porem o trajeto é feito em uma estrada complicada, cheia de curvas, pontos próximos de 5mil metros de altura e muita paciência.

Levamos dois dias para fazer o percurso e tivemos que dormir uma noite em Abancay, mas tudo certinho!

A caminho de Punta Arenas, no meio do nada – Chile.

Meio decepcionado com as linhas de Nasca.

Chegamos em Nasca ja no final do dia, como em todas as cidades do Peru, sempre com muita gente nas ruas, carros, dezenas de hospedagens abertas, comida de rua. Achamos um hostal próximo da entrada da cidade e descansamos para ir conhecer as linhas de Nasca no dia seguinte. Acordamos cedo e fomos até o mirante que fica na estrada mesmo, sinceramente não dá para ver nada de la, ou pelo menos não vimos.

O negocio mesmo se você quer ver as linhas é fazer o passeio de avião,  nós não queríamos gastar os 80 dólares por pessoa e resolvemos ir conhecer as pirâmides de Cahuachi, ficam a 40km da cidade e se você não estiver de camionete, eu não recomendaria, o trajeto é bem ruim…

As pirâmides são legais, interessantes, mas acho que depois de Machu Picchu tudo estava perdendo um pouco da graça…

O que não faltam no Peru são sítios arqueologicos.

Paracas, um lugar diferente e muito interessante!

De Nasca tocamos para Paracas, quatro horas de viagem ao norte, na direção de Lima, cidade de praia e ponto de partida para conhecer as ilhas Balestas. A cidade é bem simpática apesar de minúscula, pegamos um hostal próximo do centrinho e marcamos nossa saída para a manhã seguinte.

O dia seguinte amanheceu com aquela nevoa típica da costa do Peru, por sorte conseguimos postergar nossa saída para as ilhas para as 12hrs, o que daria tempo para a nevoa se dissipar. Foi um tiro certeiro, as fotos ficaram 1000x melhores. O barco estava cheio, mas tudo relativamente bem organizado. Pagamos 30 soles cada um para o passeio que dura algo como duas horas, bem justo!

Nossa primeira parada foi para avistar um gigante “candelabro” desenhado em uma montanha, não se sabe ao certo quem fez aquilo, nem quando, verdade ou mentira, no mínimo interessante! Seguimos adiante até as ilhas, você de longe já ve os pássaros voando por todos os lados, é um passeio interessante, você pode avistar leões marinhos, pinguins, diversos pássaros… é bem bacana!

Nem sempre existiam ruas, tudo muito seco 

As ilhas Ballestas são famosas por sua rica vida marinha

Esse enorme candelabro permanece um misterio.

O Oasis da cidade de Ica no Peru

Em Paracas soubemos que tínhamos deixado para tras a cidade de Ica, que ficava uma hora para trás, decidimos esticar até lá na manhã seguinte, dormir por lá e seguir para Lima. Ica possui um Oasis em meio a diversas dunas, chama-se huacachina, uma lagoa de agua doce que segundo os locais, está secando…

Era domingo e estava cheio de pessoas curtindo o local, muitas crianças brincando, muitos turistas passeando de “circular” pelas dunas, pedalinhos, famílias descansando, tinha de tudo! Curtimos a tarde daquele dia devagar, sem muita pressa, sentamos na beira da lagoa e simplesmente deixamos o tempo passar!

Descobrimos um hostal péssimo ali perto e passamos a noite por lá, pelo menos foi barato…

Acordamos e metemos o pé para Lima onde iriamos ficar duas semanas por lá…

O Oasis de Ica, uma surpresa no meio do deserto

Nossos Parceiros

Microsoft_Home

Deixe seu comentário! Queremos sua opinião.

Queremos te ajudar a viajar ainda mais!

Nossos guias de viagem
Seja o primeiro a receber os guias de viagens feito por quem já rodou o mundo inteiro atrás de dicas, curiosidades e muito mais...
Quero receber dicas...
                                                                                                                      *não leva nem um minuto...
close-link