Nossas primeiras impressões do Marrocos na África

Nossas primeiras impressões do Marrocos na África: Depois de um primeiro dia cheio de imprevistos na nossa chegada ao Marrocos, porém que renderam boas historias, era chegada a hora de pegar estrada e começar a desvendar esse belo e exótico país.

Segundo nosso amigo Jean Marie, viajante e conhecedor do Marrocos, o país estava seguro e que dificilmente teríamos problemas.

Acordamos cedo, tomamos um café no restaurante do camping e caímos na estrada. O GPS nos deu um caminho meio doido, mas era o primeiro dia e teríamos que confiar nele, devagar passamos em um monte de bairros e ruas de Tanger até caíssemos em uma estrada secundária, mas com diversas placas assegurando que estávamos no caminho certo: Tetouan.

Descobrimos essa cidade por conta de sua medina, que está na lista de patrimônios da humanidade da Unesco e como ela estava no caminho de Chefchouen, resolvemos fazer uma visita e começar a conhecer um pouco desse novo país. Sem saber muito da dinâmica do local, dirigimos até a tal medina e depois nos afastamos um pouco para estacionar o carro, preferimos chegar a pé e deixar o carro meio fora de contexto, ao contrário sempre chamamos muita atenção e chove gente querendo ajudar, falar, perguntar… melhor passar despercebido! Paramos o carro e seguimos em busca do centro, entramos em um hotel e perguntamos em inglês, uma vez que tentamos em francês e não deu muito resultado, rs!

Conhecendo o Marrocos, ainda meio perdidos.

Nossa primeira medina no Marrocos

Dez minutos mais tarde e entramos na medina construída antes do Brasil aparecer no mapa de Portugal. Medina para quem não conhece, era o centro comercial do passado, onde as pessoas vendiam as coisas. Hoje ainda possuem a mesma finalidade, porém com muito menos glamour. Aqui você encontra muita coisa usada, velha e algumas novas, rs!

Eu diria que é como um feira de comidas no Brasil em uma estrutura secular, misturada com uma Rua 25 de Março de São Paulo. Muita gente, bicicletas, motos e o que mais você puder imaginar!

Confesso que ficamos um pouco perdido e desnorteado no começo, parte devido ao tempo que estávamos na Europa e Estados Unidos, com tudo mais organizado. Esse choque também rolou na Turquia também.

É muito diferente! E longe de estar comparando se gosto mais ou menos desse contraste, é diferente e ponto. Pelo lado humano, nos choca ver pessoas vivendo abaixo da linha de dignidade, comendo em lugares sujos, vivendo em condições sub-humanas, seja isso no Marrocos, no Brasil ou na Nicaragua. Isso vai além da comparação isso, e sim a constatação que em muitos lugares da Europa se vive melhor do que na maioria dos países do mundo, quando observado do lado da linha mínima de dignidade.

Esse é um assunto complexo e longo, assunto para um outro post inteiramente dedicado ao tema.

A medida de Tetouan é uma das mais antigas do mundo.

Confesso que levou um tempo para nos acostumar.

Ficamos perdidos no Marrocos

Em uma hora caminhamos pela tal medina e meio perdidos resolvemos tentar voltar a rua principal da cidade, sem querer caímos dentro de um lugar bonito, e sem pensar duas vezes fiz algumas fotos, porém do nada comecei a ouvir gritos e pessoas vindo em minha direção: sem saber havíamos pegado um caminho por dentro do palácio real e é proibido tirar fotos.

Prontamente mostrei que estava apagando as fotos, pedimos desculpas, sem problemas, seguimos em frente!

Voltamos para o carro, tudo no lugar, nenhum problema, hora de seguir para Chefchouen, conhecida como a cidade azul e no alto das montanhas… Pena que não tivemos foto do Palácio para mostrar.. faz parte!

Nossos Parceiros

Microsoft_Home

Deixe seu comentário! Queremos sua opinião.

Queremos te ajudar a viajar ainda mais!

Nossos guias de viagem
Seja o primeiro a receber os guias de viagens feito por quem já rodou o mundo inteiro atrás de dicas, curiosidades e muito mais...
Quero receber dicas...
                                                                                                                      *não leva nem um minuto...
close-link