Almaty, uma surpresa no Cazaquistão

Durante a nossa overland trip pela Ásia Central visitamos o sul da Cazaquistão, e apesar de já estarmos em outro país, resolvemos voltar para conhecer Almaty, a capital cultural do país.

Quando começamos nossa pesquisa sobre a Ásia Central, Almaty sempre aparecia como um dos destinos imperdíveis na região, e realmente, foi uma surpresa no Cazaquistão. Como nossa overland trip terminou em Bishkek, capital do Quirguistão, precisávamos voltar ao Cazaquistão.

Duas opções são viáveis, uma delas é cruzar por terra com uma van (minibus), já que são apenas 235 quilômetros e pelo que ouvimos demora em torno de 4 a 6 horas, dependendo do tempo de fronteira. A outra opção era voar, que foi nossa escolha.

Almaty, mas poderia ser qualquer lugar da Europa

Almaty é a capital cultural do Cazaquistão 

A cidade foi a capital do país até 1997, desde então, mesmo sem ser a capital, continua sendo uma das principais cidades do país, sendo a maior em número de pessoas, e também, Almaty é a capital comercial e cultural do Cazaquistão.

Apesar de ser uma cidade grande para os padrões do país e da Ásia Central, achamos tudo muito tranquilo. Passeamos a pé por muitos lugares, há muitos parques, uber funciona bem, internet também, há ótimos restaurantes por todos os lados e as coisas não são tão caras.

Mas, uma coisa é fato, o que mais tem para explorar em Almaty, são as belezas ao redor da cidade, desde o Big Almaty Lake, um lago azul turquesa pertinho da cidade, até cânions e montanhas de ski.

A bela igreja ortodoxa de Almaty 

Bonita por fora e por dentro

Mas acabamos não explorando a região… 

Na verdade foi por um bom motivo. Apesar de sabermos que o mais legal da cidade era visitar os arredores e que seria uma boa ideia alugarmos um carro para explorar a região, optamos por não faze-lo.

Foi em Almaty que descobrimos que eu estava grávida, e o sono das primeiras semanas de gravidez não me deixaram fazer nada. Aproveitamos a ótima notícia para fazermos planos, trabalharmos no site e descansarmos, afinal, ainda faltavam três semanas para voltarmos pra casa depois de quase três meses viajando.

A cidade tem lindas igrejas ortodoxas, muitos parques e as enormes avenidas comuns aos países da ex-união soviética. Tudo funciona e as montanhas estão sempre ao fundo, deixando as caminhadas ainda mais belas. Andamos muito pela cidade, aproveitamos os ótimos cafés, com certeza, Almaty é a cidade perfeita para um bom descanso depois de uma viagem pela Ásia Central e bem diferente do que tínhamos visto no Cazaquistão.

(Eu perdi o bebê com nove semanas, já no Brasil, mesmo assim, esses dias em Almaty, foram dos mais felizes de nossas vidas).

Uma das dezenas de belas praças em Almaty

Ela é uma cidade plana e fácil de andar 

E o melhor, segura para caminhar

O que gostaríamos de ter aproveitado mais

Com certeza, se voltássemos a Almaty, faríamos uma viagem bem diferente. Começando com a questão de já alugar um carro e já sair do aeroporto com ele. A cidade é espaçosa, há estacionamentos por todos os lados, e isso facilitaria muito fazer a região em volta de Almaty.

Incluiria o lago Smotrovaya Ploshchadka Bao, que fica na fronteira do Cazaquistão com o Quirguistão, e fica a apenas uma hora de Almaty. Outra parte linda é a região de Kolsai Lake, um pouco mais longa, há quatro hora de Almaty, mas que pelas fotos, parece incrível. São vários lagos e o que parece mais incrível é o Kaindy, com uma floresta, dentro da água.

Também há o Charyn Canyon National Park, um parque national com alguns cânions e que fica no caminho para os lagos acima. Todos esses itens estavam na nossa lista, mas, apesar de não termos visitado, sabemos que valem a visita. Só fique tempo suficiente para aproveitar a região e não chegue tão cansado de outra viagem.

Da próxima vez, vamos explorar melhor a região

Você ouvirá cada vez mais sobre Almaty

Se já achamos Almaty uma agradável surpresa no Cazaquistão, imagina se tivéssemos visitados todos esses lugares incríveis que descrevemos acima. Os países da Ásia Central estão cada vez mais abertos ao turismo e cada vez mais estruturados para receber esses turistas com boa infraestrutura e segurança. O Cazaquistão é um país riquíssimo em recursos naturais e está se desenvolvendo cada vez mais rápido.

Corra antes que fique lotado e caro.

Também visitamos o Turcomenistão, o Uzbequistão, o Uzbequistão e o Tajiquistão. Todos os países nos surpreenderam, principalmente, por ouvirmos tão pouco sobre a região, mas com certeza tivemos uma grande surpresa no Cazaquistão.

Nossos Parceiros

Microsoft_Home

Deixe seu comentário! Queremos sua opinião.

Queremos te ajudar a viajar ainda mais!

Nossos guias de viagem
Seja o primeiro a receber os guias de viagens feito por quem já rodou o mundo inteiro atrás de dicas, curiosidades e muito mais...
Quero receber dicas...
                                                                                                                      *não leva nem um minuto...
close-link