Uma noite no maravilhoso deserto da Jordânia

“Está rolando carnaval no Brasil, o que vocês estão fazendo aqui?” Foi essa frase que ouvimos do policial da imigração enquanto eles dificultavam a nossa entrada na Jordânia, país 91 do Viajo logo Existo. 

Acordamos hoje as 5:15 em Beirute no Líbano, dirigimos para o aeroporto, devolvemos o carro alugado, comemos algo e embarcamos para Amã, capital da Jordânia. Uma hora de voo, tudo certo, aplicamos para o visto na chegada e ops, tudo meio demorado. 

Um agente pegou nossos passaportes, olhou, olhou, chamou outro, ai seguimos um terceiro até salinha onde perguntaram nossos nomes, se éramos brasileiros e a tal pergunta: carnaval rolando no Brasil e vocês aqui? Respondemos, “sim, carnaval não é muito nossa praia”, ele olhou para nós e disse “bem vindos a Jordania”, mas não acabou ai… 

No caminho para Petra, primeira vista do Mar Morto.

A dificuldade de passar na imigração na Jordânia

Fomos levados para outra sala, com mais pessoas esperando e ficamos lá, aguardando alguém dizer algo. Quarenta minutos depois veio um oficial falar conosco. Perguntou porque viemos para a Jordania, onde íamos e a nossa profissão. Essa é a pergunta mais complicada, sempre! Dizemos, somos viajantes, estamos na estrada desde 2013… Eles nos olham, tipo, oi? ta doido? ahhaah 

Bom, eles nos deixaram entrar. Alugamos um carro e tocamos sentido Mar Morto. Da estrada mesmo fizemos algumas fotos, uma paradinha e ali e quase 5 horas depois chegamos a Petra. Tínhamos escutado falar de um show de luzes em Petra a noite, que acontece somente alguns dias da semana. E segunda é um deles! 

Garantimos nosso lugar e depois de caminhar 2km no meio das falésias, nos deparamos com toda imponência que torna Petra um dos pontos turísticos mais famosos do mundo. 

Ali, sentados no chão, de frente com aquelas construções de mais de 2.000 anos, olhando para o alto, vendo as montanhas que nos cercavam, as nuvens passando, a musica, o canto, as luzes, só nos restou agradecer pelo privilegio de termos a vida que temos e mais do que isso, de termos um ao outro para dividir esses momentos. 

Quanto mais ao sul, mais lindo o cenário ia ficando. Chegada em Wadi Rum.

Mas vocês não estavam em Petra?

O dia amanheceu chuvoso, com muito vento e neblina. Ou seja péssimo para caminhar pelo terreno arenoso que tem no sítio arqueológico, logo… 

Nós pegamos nosso carro e rumamos para o deserto de Wadi Rum no extremo sul da Jordânia. Onde o tempo parecia estar melhor, segundo a previsão. 

Amanhã deve fazer um lindo dia de sol e ai sim, voltaremos para Petra! Sei que é tudo meio maluco, mas assim é a nossa vida: muito planejamento, mas muita flexibilidade! 

Neste exato momento escrevemos de dentro de uma barraca beduína no meio do deserto. A conexão é horrível e ficarei surpreso se subir este post. Assim que tivermos uma net descente vamos subir os stories e as fotos MARAVILHOSAS que fizemos! 

Só falo uma coisa, que lugar lindo esse Wadi Rum! 

Enfim no deserto de Wadi Rum, lindo demais!

Milhões de estrelas no céu do Wadi Rum na Jordânia.

Nada mal tomar um cha com esse visual.

Deserto de Wadi Rum no sul da Jordânia

Eu confesso que não dei muita bola quando um seguidor nos falou que tínhamos que ir até o Deserto de Wadi Rum no sul da Jordânia. Pensei, já fomos em tantos desertos (Atacama, Saara, Namibia…) que, será que vale a pena ir até lá? 

Ainda bem que eu estava totalmente errado e descobri isso em tempo, rs! Wadi Rum nos surpreendeu muito e anotem, vale muito a visita! 

Chegamos em nosso acampamento no final de tarde, o sol ainda brilhava sobre algumas montanhas e resolvemos caminhar pela região em busca de belos ângulos para apreciar aquele belo momento. 

Apesar do lindo sol no horizonte, o vento trazia um frio cortante e anunciava que a noite não seria muito quente. Subimos em uma pequena montanha e nos deparamos com a imensidão do deserto a nossa frente. Um momento lindo. 

A visão de dentro do nosso acampamento no Wadi Rum

Wadi Rum foi uma grata surpresa

Com o frio aumentando caminhamos de volta para o nosso acampamento a tempo de ver o sol sumir por detrás das montanhas. Junto com outros hospedes nos sentamos ao redor da lareira e ficamos ali vendo os últimos minutos antes de escurecer totalmente (tem uma foto legal deste momento nas fotos). 

Jantamos e seguimos para a nossa barraca, que era formada de somente uma cama. Nada mais. O banheiro ficava uns 20 metros. Colocamos todas nossas roupas, gorro e caminhamos pela escuridão para fazer algumas fotos das estrelas que preenchiam o céu acima de nossas cabeças. 

As 21hrs fomos para cama, ficamos lendo sobre a história da Jordania e capotamos. Por volta das duas da manhã acordei morrendo de vontade de fazer xixi, mas com muito frio (estava 3 graus essa hora). Não tive duvidas, abri a barraca e fiz ali mesmo enquanto apreciava um bilhão de estrelas sobre a minha cabeça. 

Wadi Rum foi uma grata surpresa em nossa viagem pela Jordânia! 

Nossos Parceiros

Microsoft_Home

Deixe seu comentário! Queremos sua opinião.

Queremos te ajudar a viajar ainda mais!

Nossos guias de viagem
Seja o primeiro a receber os guias de viagens feito por quem já rodou o mundo inteiro atrás de dicas, curiosidades e muito mais...
Quero receber dicas...
                                                                                                                      *não leva nem um minuto...
close-link