Visita a Dolomitas em agosto, o que achamos?

Nossa ida para as Dolomitas em agosto de 2019 aconteceu meio que do nada, conseguimos três noites entre uma escala em Milão e resolvemos tentar… será que valeu a pena?

Estávamos na Ásia Central explorando países como Uzbequistão, Tajiquistão e outros, mas para voltar ao Brasil nós tínhamos que dar um jeito de chegar em Milão no norte da Itália. Tínhamos emitido uma passagem com milhas saindo da cidade, mas não tínhamos ainda as passagens da Ásia para a Itália. Bom, demos um jeito de chegar em Dubai e de lá conseguimos um voo barato até a Eslováquia, lá fizemos uma conexão no mesmo dia para Bergamo, que é bem próximo de Milão.

Mas a grande sacada mesmo é que conseguimos nessa maluquice toda deixar três dias em Milão para poder explorar uma região que nós não conhecíamos da Itália: as Dolomitas!

Fomos surpreendidos pode dezenas de cenários como este

Não foi o ideal, mas foi demais

No aeroporto de Bergamo nós alugamos um carro (já tínhamos reserva feita) e seguimos algumas horas até Bolzano. No caminho optamos por dirigir beirando o lago de Garda, que é lindo, mas que adiciona pelo menos 1:30hr no trajeto. Por fim chegamos já tarde da noite em Bolzano. Em muitos lugares da Europa é importante ficar atento na hora de reservar o hotel, no fato se haverá alguém na recepção na sua hora prevista de chegada. Na Itália é muito comum as recepções de hotéis menores fecharem as 21hr, ou então cobrar um adicional para quem irá chegar mais tarde. Na dúvida procure hotéis com recepção 24hrs, isso deve resolver o problema e foi o que fizemos.

Bolzano é um bom ponto de partida para explorar as Dolomitas no norte da Itália. Para quem não conhece ou nunca ouviu falar, esse patrimônio da humanidade da Unesco, não é um único lugar, mas sim uma região. Onde a ideia é você explorar seus belos cenários por vários dias, dirigindo pelas montanhas, ficando em hotéis no meio do nada, fazendo caminhadas e comendo muito bem.

Bom, esse é o ideal, e como só tínhamos alguns dias, optamos por somente dirigir pela região.

Será que a agua estava fria?

Dolomitas em agosto

Acordamos em Bolzano e fizemos um pequeno plano de onde queríamos ir. Teríamos basicamente 24hrs para explorar a região e então começar a voltar para Milão de onde voaríamos para o Brasil. Optamos por seguir para o norte de Bolzano, sentido Áustria, para visitar o Lago di Braies.

Por estarmos nas Dolomitas em agosto e ainda para piorar ser sábado, tinha muita gente com a mesma ideia que a nossa. Para piorar, quando chegamos próximo da entrada do lago, um policial nos falou que a entrada com veiculo próprio só estaria liberada depois das 15:30hr (algo como duas horas mais tarde). Bom, não pensamos duas vezes, demos meia volta e resolvemos seguir para o norte sentido Áustria. Simplesmente falamos “por que não vamos almoçar na Áustria?” E foi o que fizemos.

Na hora de voltar para ver o lago, resolvemos mudar de planos (isso sempre acontece) e seguimos direto na direção de Cortina d’Ampezzo. Cortina d’Ampezzo é um dos pontos altos das Dolomitas, e vendo as fotos abaixo nós nem precisamos explicar por que. Na verdade ficamos apaixonados por tudo que fomos vendo.

Os charme e delicadeza dos locais

Alem da beleza natural das Dolomitas, outra coisa que nos chamou a atenção foi o cuidado dos locais que visitamos. Não vimos um papel no chão, as casas estavam sempre lindas, cheia de flores, os restaurantes e pracinhas também. Sabe aqueles lugares que dá gosto de ver, que parece que todo mundo se preocupa em fazer bem feito?

Bom, esse é um dos lugares… lindo demais!

A beleza de Cortina d’Ampezzo 

Detalhes da vida local nas Dolomitas

Foram mais de 500 fotos em um dia

Depois de quase 500km…

Por ser agosto, e logo verão no hemisfério norte, os dias são longos e o sol se põe depois das 20:30/21hrs. Por conta disso programamos um dia longo de direção, e sem medo fomos descobrindo onde os caminhos nos levavam. Seguimos de Cortina d’Ampezzo rumo ao sul, passamos pelo passo Giau Pass e seguimos para San Martino di Castrozza. Tínhamos reservado um hotel neste pequeno vilarejo no pé das montanhas.

Conforme a tarde ia caindo os visuais iam mudando, as sombras deixavam o cenário montanhoso ainda mais dramático e cheio de curvas. Sem saber começamos a subir, subir e chegamos em quase 2.500 metros de altitude. Ali já estava frio, com neblina e nuvens em torno das montanhas. Foi mais ou menos nessa hora que encontramos um grupo simpatico de vaquinhas na beira da estrada, o que rendeu boas fotos, rs!

Chegamos depois das dez da noite em San Martino di Castrozza, jantamos no próprio hotel e capotamos depois de um longo dia de exploração na região.

Só mais um lindo cenário nas Dolomitas

Cenário mandado conforme subíamos

A tal das vaquinha focinhas na estrada

O que achamos das Dolomitas em agosto?

Nem nos nossos melhores sonhos nós esperávamos encontrar uma região tão bonita, elegante e bem preservada. Ter visitado as Dolomitas em agosto tem seus prós e contras, mas sinceramente, deve ter mais contras do que prós. Por ser alto verão, e férias em muitos lugares, os preços estão mais altos que o normal, os lugares mais cheios, tem fila, transito e onde quer que você vá, terá gente. Ah, também não terá muita neve nos picos e montanhas, o que sempre deixa as fotos mais bonitas. O lado positivo é que não está tão frio, e as flores estão coloridas e bonitas.

Então quando é a melhor época para visitar as Dolomitas?

Em nossa opinião, a melhor época seria em Maio, Junho ou no outono. E mesmo sendo mais frio, ainda não é congelante e terá menos pessoas, preços mais baixos e um mix de cores e formas ainda mais bonitas.

Uma coisa é certa, as Dolomitas podem ser visitadas em qualquer época do ano. E aqui, entre nós, vale a pena. Se você gosta de natureza, e estiver por perto, não deixe de visitá-la, esse é um dos lugares mais bonitos do mundo.

Nós vemos por ai, grande abs

leo e chel

Inspire-se com nossos livros

Livro Viajo logo Existo Um ano na Estrada

Livro Viajo logo Existo Um Ano na Estrada (1)

R$ 65,00

Livro Viajo logo Existo no Velho Continente

Livro Viajo logo Existo no Velho Continente (2)

R$ 80,00

Livro Viajo logo Existo Um ano na África

Livro Viajo logo Existo na África Selvagem (3)

R$ 80,00

Livro Viajo logo Existo Um ano na Ásia e Oceania

Livro Viajo logo Existo Um Ano na Ásia e Oceania (4)

R$ 80,00

Nossos Parceiros

Logo Microsoft - Parceiro
Logo Smiles - Parceiro
Logo Copa Airlines - Parceiro
Logo Software One - Parceiro

Deixe seu comentário! Queremos sua opinião.

Queremos te ajudar a viajar ainda mais!