Home – América do Sul – Chile

O Maravilhoso Torres del Paine

Enfim, era chegada a hora de começar a subir a América, literalmente! Chegamos a Ushuaia que é considerada a cidade mais austral do mundo e por mais que Puerto Williams no Chile seja 40km mais ao sul, para nós já era o suficiente… Agora era a hora de Torres del Paine!

Tínhamos uma bela distância para cobrir até o Parque Nacional Torres del Paine, no Chile.. Saímos de Ushuaia cedo e nosso destino final era Punta Arenas, distante aproximadamente 480 km. O trecho da Argentina pela Ruta 3 é pavimentado e em bom estado, já o trecho no Chile é todo em ripio e em péssimo estado, necessitando bastante atenção com os buracos. Para dificultar ainda mais pegamos chuva e neve na pista.

No fim tudo conta como experiência e entra na conta do aprendizado.

Para chegar a Punta Arenas é necessário cruzar o estreito de Magalhaes em um balsa que leva três horas saindo da cidade de Porvenir. Porém, nesse dia, a que saía às 19hrs foi cancelada devido ao mal tempo. Por fim tivemos que passar a noite nessa pequena cidade e pegar o ferry da manhã seguinte, às 7hrs. Gastamos 94 dólares para cruzar o carro e nós dois.

A caminho de Punta Arenas, no meio do nada – Chile.

Presos em Punta Arenas

Punta Arenas não tinha um motivo especial para estar em nosso roteiro. Sabíamos que existia uma zona franca por lá e ótimos preços, mas são nessas horas que nos surpreendemos com as coisas, a cidade é bem bonitinha e o centro é todo organizado com uma praça bem arborizada.

Por mais estranho que pareça, o cemitério da cidade é um dos atrativos principais. Sua arquitetura e jardins diferentes lhe concedeu um lugar nos “15 Clássicos de Chile”. Um belo e interessante passeio, sem dúvidas.

Aproveitamos para refazer nossos estoques de comida na zona franca, os preços de algumas coisas realmente valem a pena. Achamos um hostel baratinho para passar a noite e escapar do frio que levava os termômetros a -4 graus.

Alguns momentos do caminho até o Parque Nacional Torres del Paine, Chile.

Fazendo amigos, frio e dvds

Nossa primeira manhã no parque amanheceu daquele jeito, vento, chuva e tudo que você não quer quando está em um lugar maravilhoso. Mas estamos aprendendo a ver graça nisso também, afinal em São Paulo poderíamos ficar o dia todo em casa, vendo um filme, mas aqui bora colocar todas as roupas que temos, bota impermeável, jaqueta e tudo que precisar para ver os lugares mesmo com chuva e aproveitar esse momento único em nossas vidas.

Coragem e lá fomos nós desbravar o famoso parque. Dirigimos até o lago Gray, onde você pode avistar diversos “icebergs”. A boa notícia foi que o camping Pehoe estava aberto e funcionando! Passamos pela administração do parque, onde fomos muito bem atendido, usamos os banheiros e aproveitamos para checar a previsão do tempo e o guarda do parque foi claro:

Chuva nos próximos dias e certeza que vai nevar. Sol nem pensar!

Bem, já estamos aqui, vamos pagar para ver! O camping realmente estava aberto e o Claudio, que viria a se tornar nosso amigo fez um preço camarada para seus únicos hospedes. A boa noticia mesmo foi quando ele me chamou e falou, “olha está muito frio, pode ficar na cabana pelo mesmo preço, não tem calefação, mas já vai ajudar”. E como ajuda!

Aproveitamos a “casa” para dar um geral na bagunça do carro e assistir um filme (eu tinha uns dvds em casa e por sorte trouxe).

O clima estava péssimo, mas mesmo assim fomos explorar o parque.

Nem sempre o clima ajuda, mas…

A manhã seguinte mostrou que estávamos no caminho certo.

Sai para fazer xixi e não acreditei quando vi os “Cuernos del Paine” na minha direita com o sol batendo de leve neles, olho para o outro lado e nada de nuvens, calma não era possível. O forte vento da noite havia dissipado as nuvens. Em cinco minutos eu estava pronto, excitado para fotografar aquele cenário lindo.

Quem sofre com esses dias é a Rachel, por que eu começo a acelerar ela. Mas não preciso dizer que eu não sai vitorioso nessa ai… Que bom que no final não fez muita diferença!

Saímos para conhecer a parte norte do parque e a cada minuto que passava o tempo só ajudava. Torres del Paine é espetacular! A cada curva descobríamos novos ângulos das montanhas, e com a o sol subindo era impossível não torrar o memory card da câmera.

Destaque para a Laguna Amarga que é em uma das saídas, de lá é possível ter uma linda visão com as torres ao fundo, depois entramos no Parque novamente e fomos mais ao norte até a Laguna Azul onde acaba a estrada. Aqui muitos guanacos cruzam a estrada a todo momento.

Na volta uma caminhonete nos parou e para nossa surpresa um casal falando português, nos contaram como adoram aquele região e que estavam ali de férias mais uma vez. A cada nova paisagem ficávamos mais impressionados.

Valeu a pena ter esperado mais um dia!

A sorte está do nosso lado em Torres del Paine

No final do dia fomos até Cerro Castillo que é o paso para cruzar para a Argentina para ver se tinha combustível e decidir se iriamos para El Calafate hoje ou não. Chegando lá não tinha e voltamos para o camping. Teríamos que ir até Puerto Natales abastecer e daí seguir viagem. Mas é nessas horas que nos surpreendemos. Na manhã seguinte a Rachel que é toda preocupada acordou com alguns barulhos e como já era cedo foi ver o que era, de repente ela me acorda e diz “Leo está tudo nevado!” Não acreditamos quando saímos e o Coyote estava coberto!

O cenário de ontem já não existia mais, agora estava tudo branco! Seguimos viagem cautelosamente, já que tinha fácil uns 30cm de neve na estrada e alguns trechos nenhum carro tinha passado.

Agradecemos mais uma vez por esses três dias incríveis no Parque Torres del Paine.

Saímos com a sensação que estamos no caminho certo!

Curiosidades:

  • O parque é gigante e possui 227 mil hectares, para ter uma idéia o parque nacional de Ushuaia tem 63 mil.
  • Trekking, escalada e esportes de montanha são alguns atrativos do parque, alguns circuitos demoram mais de um dia e só podem ser feitos com guia.
  • O único  mercadinho dentro do parque é junto ao camping Pehoe, e não tem muita coisa, então sempre vá preparado.
  • Para quem prefere conforto, dentro do parque também há opções de luxuosos hotéis.

Inspire-se com nossos livros

Livro Viajo logo Existo Um ano na Estrada

Livro Viajo logo Existo Um Ano na Estrada (1)

R$ 65,00

Livro Viajo logo Existo no Velho Continente

Livro Viajo logo Existo no Velho Continente (2)

R$ 80,00

Livro Viajo logo Existo Um ano na África

Livro Viajo logo Existo na África Selvagem (3)

R$ 80,00

Livro Viajo logo Existo Um ano na Ásia e Oceania

Livro Viajo logo Existo Um Ano na Ásia e Oceania (4)

R$ 80,00

Nossos Parceiros

Logo Microsoft - Parceiro
Logo Smiles - Parceiro
The North Face logo - Parceiro
Logo Copa Airlines - Parceiro
Logo Software One - Parceiro

Deixe seu comentário! Queremos sua opinião.

Queremos te ajudar a viajar ainda mais!

Veja nossos guias de viagem