Da Croácia fomos visitar Mostar na Bosnia e adoramos!

Depois de passar alguns em Split na Croácia, resolvemos incluir no roteiro a cidade de Mostar na Bósnia e Herzegovina, país esse que foi palco de uma das guerras mais sangrentas dos últimos anos, a guerra da Bósnia em 1992.

Colocamos a cidade no GPS e caímos na estrada. A fronteira fica relativamente próxima, mas conforme nos aproximamos da mesma uma fila imensa de carros se movia lentamente.

Sem muitas opções pegamos a fila, relaxamos e aguardamos. Passaportes apresentados e “bem-vindos a Bósnia”. Nosso trigésimo pais na viagem.

A ponte Stari Most é o símbolo da cidade de Mostar e foi destruída durante a guerra.

As estradas até Mostar na Bosnia

As estradas, pelo menos até Mostar, são normais, piores do que o padrão Europa e Estados Unidos, mas nada distinto do que temos no Brasil. Ou seja, estamos em casa. Duas horas mais tarde buscávamos uma vaga já em Mostar. Nossa referencia de direção era a “Velha Ponte”, patrimônio da humanidade pela Unesco e um dos marcos da guerra na cidade.

Nem mal paramos o carro já avistamos um prédio completamente devastados por marca de balas nas paredes, não eram 5 ou 10, mas centenas delas, principalmente em volta janelas. Ali percebemos que estávamos no epicentro de onde já foi uma guerra, com milhares de mortos, algo que viemos entender melhor mais tarde.

Pelos bairros de Mostar ainda é possível ver marcas da guerra.

A cidade que nos encantou

Adentramos o pequeno centro da cidade e rapidamente percebemos que ali era um lugar completamente diferente de todos os países que havíamos visitados na Europa. Aquela região do país, que inclui Mostar e Sarajevo, é marcada pela presença de muitos mulçumanos, algo que veio da invasão Otomano no passado.

A primeira diferença marcante são as mesquitas, lindas com suas marinetes e domos azuis. A comida também muda drasticamente, dando espaço para o famoso “Cevapi”, uma espécie de mini quibe comido com pão árabe e queijo feta, as lojas passam a vender adornos árabes como narguilé, lamparinas, porcelanas e tecidos. Tudo com muita cor, formas e bom gosto!

Caminhamos por um bom tempo até cruzar a famosa ponte, cartão postal da cidade, e então soubemos que durante os anos 90, na guerra, ela foi completamente destruída e somente depois de muitos anos, ela finalmente foi reconstruída e então reconhecida como patrimônio da humanidade pela Unesco.

Interessante! Comemos um cevapi, tomamos um sorvete, visitamos uma exposição da guerra e então com a tarde chegando ao fim resolvemos seguir para Medugorje, e apesar da cidade ficar a menos de 50km de Mostar, possui uma população com sua maioria católica.

A Rachel provando um dos pratos típicos de Mostar.

O cévapi é um prato delicioso e que só encontramos nessa parte do mundo.

O cenário cheio de charme de Mostar.

Inspire-se com nossos livros

Livro Viajo logo Existo Um ano na Estrada

Livro Viajo logo Existo Um Ano na Estrada (1)

R$ 65,00

Livro Viajo logo Existo no Velho Continente

Livro Viajo logo Existo no Velho Continente (2)

R$ 80,00

Livro Viajo logo Existo Um ano na África

Livro Viajo logo Existo na África Selvagem (3)

R$ 80,00

Livro Viajo logo Existo Um ano na Ásia e Oceania

Livro Viajo logo Existo Um Ano na Ásia e Oceania (4)

R$ 80,00

Nossos Parceiros

Logo Microsoft - Parceiro
Logo Smiles - Parceiro
The North Face logo - Parceiro
Logo Copa Airlines - Parceiro
Logo Software One - Parceiro

Deixe seu comentário! Queremos sua opinião.

Queremos te ajudar a viajar ainda mais!

Veja nossos guias de viagem