Home – América do Sul – Argentina

Península Valdés, que descoberta maravilhosa!

Dirigindo pela Península Valdés, dando boas risadas e aproveitando a viagem de carro. Pela primeira vez começávamos a realmente nos afastar de casa e aproveitar os novos lugares que cruzavam nosso caminho.

Quando se faz uma viagem de carro como a nossa, passa-se longas horas na estrada dentro do veículo. No final, acaba rendendo boas conversas, risadas e diferentes pontos de vista. Além dos próprios assuntos da viagem. Já que sempre tem algo que precisa ser decidido.

Como comentei no post anterior, o dia tinha sido bem gostoso em Mar del Plata. Apesar do frio, tínhamos que continuar nossa peregrinação sentido Ushuaia. Quanto mais rápido fossemos, menos chances teríamos de pegar neve pesada nas estradas.

O que é uma questão de segurança.

Pôr do sol maravilhoso enquanto dirigíamos pela Península Valdés.

Pegar a estrada à noite em um lugar novo é sempre um desafio…

Saímos tarde e já sabíamos que teríamos que dirigir durante à noite e isso nunca é tranquilo quando você não conhece a estrada e ela é cheia de caminhões. Fomos dirigindo com cuidado, devagar e sempre.

Em um ponto da viagem, quase perdemos completamente a visibilidade por conta de uma grossa neblina que surgiu nas partes mais altas. Outro risco de chegar à noite em um novo lugar, é não encontrar o camping, já que muitas vezes eles ficam em áreas abertas e pouco iluminadas.

E foi isso que aconteceu chegando em Bahía Blanca. Procurávamos pelo camping municipal, que deveria ficar em um parque, mas infelizmente não encontramos.

Enquanto isso, encontramos um hotel junto a um posto de gasolina. Provavelmente parada para os caminhoneiros da região. E não tivemos dúvida em perguntar o preço, já eram 23 h e estávamos mortos após dirigir 600km, então ficamos por ali.

Dirigir a noite em um país desconhecido é sempre um desafio.

Ruta 3: a estrada que cruza a Argentina de Norte a Sul

Já estamos nos acostumando a dirigir muitas horas sem ver ninguém. Apenas alguns caminhoneiros que cruzamos pelo caminho. Logo após nossa saída do hotel, nos primeiros quilômetros de estrada e fomos parados em uma barreira sanitária. Evento cada vez mais normal.

Depois de revistarem o carro, tivemos que jogar algumas coisas fora. 200 gramas de carne e quatro maçãs foram direto para o lixo. Não sabíamos disso, mas para entrar na região da Patagônia não pode ter nada de carne nem frutas.

Pois é uma das cinco regiões no mundo livre de febre aftosa e da mosca dos frutos.

Parada para algumas fotografias no meio da Ruta 3.

Península Valdés: patrimônio da humanidade pela Unesco

Seguimos viagem para Puerto Madryn e enquanto procurávamos um lugar para dormir descobrimos que a cidade é ponto de partida para a Península Valdés. A  Península Valdés é patrimônio da humanidade pela Unesco e refúgio de muitos animais marinhos. Como: pinguins, baleias, leões e elefantes marinhos.

A má notícia é que os pinguins foram embora em abril e as baleias só chegam em junho.

Apesar disso o recepcionista do hotel nos disse que, se tivéssemos sorte e a maré estivesse alta talvez veríamos algumas baleias que se adiantaram e estavam passeando por ali.

Tudo isso já era suficiente para ficarmos mais um dia nessa charmosa cidade.

A beleza impar da Península mesmo é um dia nublado.

Descobrindo os encantos desta linda região…

A Península é grande, com mais de 200km de estradas em sua maioria de ripio e para entrar pagamos 130 pesos por pessoa. Não é recomendado fazer tudo em um só dia, então escolhemos dois lugares para visitar: o Puerto Pirâmides e a Punta Norte.

Em Puerto Pirâmides encontramos uma colônia de leões marinhos e um cenário lindo. Estava nublado e ficamos imaginando como seria o visual com o tempo aberto e uma luz mais bonita. Além dos animais marinhos ainda encontramos guanacos, ovelhas, cavalos, seriemas e vacas pelo caminho.

A estrada de ripio é uma estrada de terra com cascalho e por isso é preciso dirigir com muito cuidado e sempre devagar.

Às vezes pula tanto que parece que o carro vai desmontar!

Cruzamos somente um carro ao longo do dia todo.

Guanacos curiosos estão por todos os lados

Isolados no meio do nada, Argentina.

Nosso presente, comer bem em um restaurante…

Chegando na cidade fomos comer algo e nos presenteamos com um bom prato de comida! Comer em restaurante virou luxo e consideramos um presente (engraçado, mas é verdade), ainda mais depois de um dia inteiro em jejum!

Muitas vezes saímos às nove da manhã e sem perceber passamos horas somente comendo barrinhas de cereais e pequenos quitutes, e quando chega a noite estamos verdes de fome por algo mais consistente.

Último dia em Puerto Madryn, muito especial!

Em nosso último dia em Puerto Madryn tivemos o privilégio de avistar algumas baleias bem próximas da costa. Não pensamos duas vezes e corremos para o carro pegar nossos binóculos e a teleobjetiva para vê-las o mais perto possível.

O dia lindo e a ausência de vento permitiu ficarmos ali uma hora, só torcendo que elas não fossem embora!

Sem dúvidas, valeu a pena!

Hora de tocar viagem para Comodoro Rivadavia e Rio Gallegos, onde iremos fazer os preparativos finais antes de irmos para Ushuaia.

Momento muito feliz em nossa visita a região. Um dos primeiros animais que vimos na viagem.

Inspire-se com nossos livros

Livro Viajo logo Existo Um ano na Estrada

Livro Viajo logo Existo Um Ano na Estrada (1)

R$ 65,00

Livro Viajo logo Existo no Velho Continente

Livro Viajo logo Existo no Velho Continente (2)

R$ 80,00

Livro Viajo logo Existo Um ano na África

Livro Viajo logo Existo na África Selvagem (3)

R$ 80,00

Livro Viajo logo Existo Um ano na Ásia e Oceania

Livro Viajo logo Existo Um Ano na Ásia e Oceania (4)

R$ 80,00

Nossos Parceiros

Logo Microsoft - Parceiro
Logo Smiles - Parceiro
The North Face logo - Parceiro
Logo Copa Airlines - Parceiro
Logo Software One - Parceiro

Deixe seu comentário! Queremos sua opinião.

Queremos te ajudar a viajar ainda mais!

Veja nossos guias de viagem