O pôr do sol em Santorini | Europa.65

Acordamos de nossa primeira noite em Santorini meio cansados do dia anterior, do tempo no barco, do sobe e desce em Fira e talvez dos 3 meses de viagem intensa pela Europa, ou talvez dos 16 meses de viagem de carro. São muitos motivos para explicar o porque nosso corpo está pedindo um descanso, rs! Levantamos da cama sem pressa, até que as baterias tivessem um pouco mais recarregadas.

Santorini é uma ilha grande, entre o norte e o sul da ilha existe mais de 15km de estradas com muito sobe e desce, sendo impossível fazer isso a pé, ainda mais com o calor infernal que faz por lá. Por conta disso resolvemos alugar um quadriciclo e explorar a ilha sobre 4 rodas, uma versão menor do nosso Coyote, ahhaha. Vimos muitos deles pela ilha toda, existe diferentes modelos e tamanho, optamos pelo o mais em conta, 50 cilindradas, 25 euros por dia! Um dia era o que precisávamos para dar uma boa volta pela ilha e la fomos nos!

Munidos de nosso quadriciclo, colocamos nossos capacetes e saímos para explorar Santorini sentido o vento bater no rosto. Logo ao sair de Fira não fomos nem para o sul nem para o norte, mas sim para leste, ver como era as praias do outro lado da ilha. Como já havíamos visitados diversas praias com areia preta na América Central não ficamos surpresos quando vimos aquela faixa de pedras e areia escura contrastando com o mar frio e azul. Sinceramente essas praias não são bonitas, são interessantes, mas não bonitas, muitas praias do Brasil dão de dez! Brinco que Santorini possui praias bonitas de longe, mas de perto…. Quando se olha o contexto todo, o mar azul, a praia preta, as construções, tudo ganha uma belo sentido! Contudo, paramos nosso possante e nos esticamos por um tempo nas pedras para sentir o escaldante sol antes de seguir viagem para Oia no extremo norte da ilha.

Nosso plano era simples e claro, dirigir pelas praias do lado leste da ilha, aproveitar a região de Oia a tarde e então ver o mais famoso pôr do sol da Grécia e talvez da Europa, no extremo norte da ilha! Chegamos em Oia por ser após o almoço a cidade ainda estava “dormindo”, tudo muito tranquilo, lojas fechadas… Tínhamos lido sobre uma praia que fica em Oia chamada Armenis, que era muito bonita porém para chegar a ela é preciso descer quase 300 degraus e claro, subir depois, rs! Contudo como estamos aqui, não pensamos duas vezes e devagar fomos um a um ganhando terreno. Com o sol ainda brilhando forte no céu aproveitamos aquela pequena baia de aguas claras e temperatura agradável! Como nosso plano era ver o pôr do sol, no final da tarde lá fomos nós novamente agora subir todos os degraus, muitos turistas sobem no lombo do burrinho, uma tradição de centenas de anos, porém não gostamos muito desse tipo de exploração e como sempre, optamos por subir a pé. Olha, é puxado, ainda mais com a nossa mochila contendo maquina e lentes, sem falar do calor, chegamos la em cima pingando e sem ar, rs!

Com o relógio correndo contra nós agora, seguimos sentido norte para a ponta da ilha e então ver o sol descer no mar, porém parece que esse era o plano de toda a Grécia, todas as ruas estavam lotadas de turistas com a mesma ideia, parecia final de campeonato brasileiro de tanta gente… Respiramos e fomos com calma até se encaixar no meio da multidão e esperar o astro rei descer gentilmente no oceano, em seguida rolou uma salva de palmas pelo espetáculo! Sinceramente, é um lindo pôr-do-sol, porém os que vimos na América Central, na França ou mesmo no Chile não deixam nada a dever, mas, a vale muito a pena!

Veja também

Planejando sua viagem para a China

Planejar sua viagem para a China não é algo trivial. Pensamos muitas vezes em ir com …