Últimas noticias
Home / Header_Home / Christchurch e o fim da linha na Nova Zelândia | Oceania.09

Christchurch e o fim da linha na Nova Zelândia | Oceania.09

Depois de algumas semanas na estrada, acampando em frente a mais bela natureza, chegamos em Christchurch. Essa conviniencia de ter tudo perto, funcionando também tem seu valor…

Christchurch é essa pequena e charmosa cidade que foi devastada por um terremoto em 2011. Todo mundo que visitou a cidade antes do terremoto fala que era um charme.

o62a5920

Hoje muitas prédios na cidade ainda estão em ruínas. Visitamos também a catedral e o memorial das 185 vítimas que morreram. Além do choque inicial, eu, Rachel, quando vi a catedral me deu uma coisa no coração e uma tristeza enorme.

Ouvimos diferentes respostas pelos motivos que a cidade ainda não foi reconstruída. Entre elas, pela responsabilidade fiscal do país em gastar o que cabe no orçamento e pela própria questão da segurança.

Muitos prédios tiveram sua estrutura abalada e eles não podem ser habitados. Tudo agora é reconstruído para ser a prova de um futuro terremoto e por ai vai.

Falaram até que vai ser uma das reconstruções mais caras do mundo e a cidade só vai voltar a parecer com o que era antes, depois de 2020.

o62a5900 o62a5927 o62a5873

Fazendo amigos na estrada!

Desde que saímos do Brasil e resolvemos aceitar o primeiro convite para ficar na casa de um brasileiro, o Diógenes, de 63, que nos recebeu em Quito no Equador, criamos uma rede de amizades e convites pelo mundo todo.

Aqui na Nova Zelândia não foi diferente, ficamos com brasileiros em Auckland, em Queenstown e em Christchurch. A parte boa é que eles nos mostram a cidade pela perspectiva deles, o que gostam, o que não gostam, o que acham estranho, como é trabalhar, o dia a dia da vida real.. E para nós isso é muito enriquecedor! 

o62a5858

Apesar dos lugares que ainda estão destruídos por causa do terremoto aqui em Christchurch, tem vários lugares que foram reconstruídos, como essa rua, onde eles colocaram contêineres que viraram lojas e restaurantes, criando um centrinho para os turistas e locais…

Amanhã já pegamos estrada! Foi um mês de Nova Zelândia e apesar da lista de coisas para fazer no país ser grande, achamos que aproveitamos bem!!!

Fim da linha, bora para a Malásia!

Não sei onde lemos que o percurso da balsa que liga as duas grandes ilhas da Nova Zelândia era um dos mais bonitos do mundo – pensamos: é só uma balsa, não deve ser tão bonito assim! Doce ilusão, rs!
Nas 3 horas de percurso você cruza lindas paisagens, lugares tão bonitos, que mesmo com um vento frio cortante, vale a pena ir lá fora tirar algumas foto!
Ah, outra coisa, a balsa parece um clube, tem wi-fi de qualidade, bons restaurantes, cinema, sala de descanso, bem legal!
o62a5962o62a6031o62a5948
A balsa chega na cidade de Willington, capital da Nova Zelândia (apesar de muitas pessoas pensarem ser Auckland) – uma cidade bacana, onde tem bons restaurantes, mas não teremos tempo de nada, vamos devolver o carro aqui e amanha cedo pegamos o voo para Kuala Lampur, capital da Malásia e onde está guardado o nosso carro brasileiro.
 
Nos últimos dias alternamos o trabalho com o projeto, as fotografias dos lugares e o lançamento do livro com dezenas de e-mails com as empresas de envio de container na Malásia e Uruguai.
Não importa quantas vezes você já fez isso, é sempre penoso o processo! A boa noticia é que estamos quase conseguindo um apoio da gigante alemã Hamburg Süd para nos ajudar nesse processo… Cruzem os dedos ai!

É isso turma, bora dormir que a semana agora vai ser punk!

About Leonardo Spencer

Paulistano de 33 anos, Leonardo Spencer largou uma vida segura em SP para dirigir o mundo de carro no começo de 2013. Formado em ADM fez MBA na Australia e recentemente se formou em fotografia na New York Institute of Photography. Apaixonado por desafios e empreendedorismo, sua inquietude já resultou na publicação de quatro livros e na criação de vários negocios.