Home – América do Sul – Chile – Post.14

Nossa visita a cidade de Dubrovnik na Croácia

Para fechar com chave de ouro nossa visita, agora era hora da nossa visita a cidade de Dubrovnik na Croácia. A cidade que ficou famosa em Game of Thrones.

Visitar a Bósnia foi muito interessante, um contraste gigantesco para quem vem de qualquer país da Europa, no nosso caso da Croácia, país onde voltaríamos agora. Era hora da nossa visita a cidade de Dubrovnik na Croácia.

Saímos de Medugorje, na Bósnia, ainda pela manhã e já esperávamos pegar um belo trânsito nas proximidades da fronteira, o que não achávamos é que levaríamos quase 4 horas nesse processo. A conta era simples, centenas de carros em fila única e somente uma cabine na fronteira, não poderia ter sido diferente.

Voltamos a Croácia, contudo para chegar a Dubrovnik teríamos que entrar novamente na Bósnia e então voltar para a Croácia. Olhem o mapa depois para entender melhor… Nosso receio era pegar mais 3 horas de fila na fronteira, demos sorte, pegamos somente mais 2 horas, rs!

Cinco horas embaixo de sol, sem ar condicionado (o nosso quebrou lá na América Central e resolvemos não gastar dinheiro com ele) em um dia, haja paciência! Bom, por fim levamos quase 8 horas para chegar na tal cidade.

Dubrovnik vista de longe.

Camping em Dubrovnik

Munidos de nosso guia de camping, um que ganhamos um centro de informações turísticas no norte do país, seguimos direto para o único camping localizado dentro de Dubrovnik. Contudo eles cobravam 42 euros por noite. Oi, quanto? Era um camping ou um hotel?

Agradecemos e metemos o pé. Sem muitas opções restantes resolvemos seguir mais alguns quilômetros na estrada e achamos um camping meia boca, antigo, porém por 17 euros a noite. Era o que precisávamos perto da cidade de Dubrovnik na Croácia.

Como já comentamos em algum post anterior, a Croácia possui muitos campings, principalmente na estrada que beira a costa e apesar da maioria ser relativamente caro, com calma é possível achar alguns com menos infra-estrutura e consequentemente com melhores preços.

Tomamos um banho morno e agora com o a questão do camping já resolvida voltamos para o centro de velho de Dubrovnik.

Chegamos a tempo de ver o pôr do sol iluminar Dubrovnik toda em vermelho e laranja. Lindo! Com fome depois de dirigir o dia todo nos rendemos a um simpático restaurante italiano. A prima da Rachel, que encontramos uns dias antes em Split, estava para chegar na cidade durante a noite, porém seu ônibus veio meio devagar e eles chegaram bem tarde, deixando nosso encontro para o dia seguinte.

Caminhando pelo centro da cidade murada.

Aproveitando ao máximo nosso tempo em Dubrovnik na Croácia.

Nosso segundo dia em Dubrovnik rendeu, acordamos cedo em nosso camping, que ficava algo como 15 minutos ao sul da cidade e fomos pegar praia por ali mesmo. O bom da Croácia é que qualquer praia que você encontre, dificilmente você irá se decepcionar, a agua é sempre bem clarinha e se o tempo ajudar, vai render belos visuais! Falamos com a prima da Rachel, que iria nos encontrar em Dubrovnik, e marcamos de encontrá-la as 13hrs dentro da cidade murada.

Sem muita pressa nos jogamos na areia e ficamos ali vendo a vida passar, o mar calmo é convidativo para dar umas braçadas e fazer um pouco de exercício. Por volta do meio dia voltamos para o camping, tomamos um banho, passamos em mercadinho ali perto e tocamos para Dubrovnik.

Por ser fim de semana já esperávamos não encontrar muitas vagas próximo da cidade, mas foi o contrario, por ser fim de semana, tudo mundo dormiu ate mais tarde e havia vagas por todos os lados. Melhor assim!

Agora sim, dentro da cidade murada de Dubrovnik na Croácia.

Paramos o carro e fomos para dentro da cidade murada, aliás patrimônio da humanidade pela Unesco, titulo merecido, por que o lugar é muito bonito e interessante. Logo ao entrar você se depara com minúsculas ruelas, íngremes descidas que levam ao centro da cidade murada.

No caminho, diversos restaurantes, hostels e simpáticas lojinhas oferecem de tudo. Tudo parece chamar a atenção, o chão em pedra clara, as luminárias amarelas, os detalhes nas paredes. Paixão a primeira vista!

Encontramos a prima da Chel como combinada e debaixo de um sol de 35 graus resolvemos ir aproveitar o dia dentro do mar, ali mesmo em Dubrovnik tem uma “ponta” onde é possível entrar no mar, esqueça areia ou qualquer coisa que lembre uma praia, simplesmente uma escada de pedra e você já pula dentro do alto mar praticamente, rs!

Novamente a água do mar claríssima, porém não muito quente! Ficamos ali por um bom tempo jogando conversa fora, os assuntos variavam entre comparações entre diversos países, qualidade de vida e planos de vida. Tudo muito agradável. De alma lavada seguimos novamente para o centro, agora atrás de algum lugar para comer.

O que não falta são opções nesse quesito, e apesar da quantidade de lugares, os preços são padrão Dinamarca, tudo muito caro!

A entrada para a cidade murada.

A vista da muralha de Dubrovnik.

Uma cena intrigante, um senhor lendo seu jornal, em meio a muralha.

O passeio pela muralha de Dubrovnik

Comemos e agora fomos para o gran finale, passear pelas muralhas da cidade. Preço: 100 kunas ou algo como 25 euros! Um roubo, mas… os relógios já marcavam 18hr, e o sol já começa a ficar mais próximo do horizonte, garantindo uma linda cor amarelada.

Alias fica a dica, os melhores horários para fotografar é sempre pela manha e no final de tarde, quando a luz é mais suave e as sombras menos marcantes, evite o horário próximo do meio dia, quando a luz fica muito dura e branca, com sombras muito marcada.

Caminhamos por quase 2 horas, de uma ponta a outra e vimos belas paisagens do topo da muralha de Dubrovnik na Croácia.

Depois de caminhar por quase duas horas sobre as muralhas e com o dia quase terminando, tomamos um belo sorvete e fomos até uma pequena praia que existe próximo a Dubrovnik para ver o sol de pôr por completo. Sentamos nas pedras e nos quatro ficamos ali, novamente jogando conversa fora, algo que sentimos falta na viagem.

Vemos e estudamos muitas coisas, mas carecemos de amigos para contar quanta coisa já vimos!

Alguns momentos pela muralha de Dubrovnik.

Gran Finale na cidade de Dubrovnik na Croácia

Sem pressa caminhamos novamente por toda a cidade, e a Carol, prima da Chel, queria ir em um bar que fica fora da muralha, nos penhascos. Não me pergunte como, mas chegamos lá. A lua crescente no céu escuro brilhava timidamente, com uma leve semblante amarelada.

No bar, diversos casais sentados, todos de frente para o mar, alternavam entre cervejas e vinhos enquanto observavam a imensidão escura a sua frente. Ficamos ali, em uma área sem mesas falando sobre a vida, sobre vontades e sobre felicidade. O tempo passou e nem percebemos que já eram quase onze horas da noite.

Voltamos para o centro e nos deparamos praticamente com outra cidade. Agora repleta de comida e musica conforme a noite caia. Os bares e restaurantes, mais do que nunca, espalhavam suas mesas pelas praças da cidade, e a cada nova curva uma nova descoberta.

Dezenas de pequenas portinhas viraram badalados bares, com música ao vivo e pessoas muito elegantes por todos os lados. O clima não poderia ser mais agradável. Não mais tão quente como durante o dia, mas ainda agradável para sair com roupas leves.

Cansados do longo dia que tivemos dentro das muralhas de Dubrovnik, era chegada a hora de voltar para o nosso camping, 15 minutos ao sul da cidade e capotar.

A placa de boas vindas quando voltamos para a Croácia.

Nossos Parceiros

Microsoft_Home

Deixe seu comentário! Queremos sua opinião.

Queremos te ajudar a viajar ainda mais!

Nossos guias de viagem
Seja o primeiro a receber os guias de viagens feito por quem já rodou o mundo inteiro atrás de dicas, curiosidades e muito mais...
Quero receber dicas...
                                                                                                                      *não leva nem um minuto...
close-link