Loading...
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Visita rápida a Helsinque, capital da Finlândia

Nossa passagem por Helsinque seria breve e serviria para nos inspirar para voltar no futuro, com mais tempo e de preferencia no inverno, para ver a Aurora Boreal no norte do país.  

Helsinque, e por consequência a Finlândia, entraram meio que de coadjuvantes para a nossa viagem pela Europa no verão de 2018. Nós estávamos na Rússia nas semanas que antecederam a Copa do Mundo de futebol e tínhamos data exata para chegar na Noruega  

No meio do caminho precisávamos pensar em algo, e foi aí que Helsinque entrou no roteiro. 

Finlandia_Helsinque-Suomelinna

Suomelinna uma das atrações de Helsinque

Dessa vez fomos de trem  

Depois de aproveitar a linda cidade de São Petersburgo na Rússia, era chegada a hora de seguir em frente a nossa viagem pela Europa. Nós optamos por ir de trem bala de São Petersburgo até Helsinque e achamos que foi a decisão certa.   

O trem bala de São Petersburgo até Helsinque leva sete horas e custa em torno de 150 euros por pessoa. Nos ficamos em uma cabine formada por duas beliches, sendo que havia duas pessoas dormindo embaixo e nós em cima. O vagão era novo e limpo e dormimos basicamente a viagem toda.   

Chegamos em Helsinque logo após o almoço. Uma coisa boa de vir de trem é que, geralmente, as estacoes de trem são bem centrais na cidade, você praticamente já sai no meio dos lugares. Isso é o inverso dos aeroportos, que tendem a ser afastados das cidades e requerem alguma forma de transporte para chegar ao centro. 

Finlandia Helsinki

Crianças brincando no parque na Finlândia

Estaríamos em boas mãos em Helsinque  

Helsinque não é considerada uma cidade cheio de coisas para fazer, mas assim como qualquer lugar do mundo, sempre existem coisas diferentes e interessantes se você for atrás. Deixamos as malas em um locker (armários para guardar volumes que você paga por hora ou dias) e saímos para caminhar pela cidade.  

Nos dias que ficaríamos em Helsinque nós seriamos recebido por uma brasileira casada com um finlandês. Quem acompanha o Viajo logo Existo sabe que essa é uma experiência que adoramos, principalmente por proporcionar um conhecimento muito mais profundo do local.  

Como nos interessamos muito pela questão social, em saber como as pessoas vivem, como funciona o sistema escolar, de trabalho, a relação entre as famílias, com o governo, enfim, coisas que falam mais sobre o país do que, muitas vezes, uma estatua ou uma praça. 

Helsinque

Helsinque pode não ter muito o que fazer, mas é bem bonita

Piscina helsinque

A piscina pública em Helsinque para aproveitar o verão

barco helsinque

Caminhar pela cidade e ver lugares charmosos assim

Poucos dias, mas intensos  

Nossas primeiras horas em Helsinque foram bem turísticas, saímos da estação de trem, pegamos um café, acessamos a internet, vimos as principais atrações da cidade e saímos em busca delas. Apesar de Helsinque ser a capital do país, ela é muito pequena e tranquila. Em poucos minutos já estávamos no mercado de peixes da cidade, onde basicamente se concentra quase tudo que você ver na cidade.  

Matamos nossa fome comendo algumas comidinhas de rua, caminhamos, tiramos algumas fotos, nada fora do normal. O interessante é que com a chegada do verão, todo mundo estava para fora de casa. Mesmo que para nós não seja nada quente algo como 15/18 graus, para eles já é o suficiente para colocar bermuda e vestido e sair para o “verão”.  

No dia seguinte fomos com nossa anfitriã conhecer a ilha de Suomenlinna, localizada há 20 minutos de balsa de Helsinque, essa ilha é famosa por ter um forte que leva o mesmo nome da ilha e que ao longo dos últimos séculos foi o palco de guerras entre os povos que dominaram a região. Talvez seja o nosso excesso de viagens, mas não achamos a ilha nada demais. Vimos algumas fotos do inverno e realmente o cenário muda bastante, e talvez valesse uma visita. Fora isso, vale a visita se você tiver bastante tempo na região, o que quer dizer, mais de dois dias. 

parque finlandia

As pessoas aproveitando o verão no parque

Um dia voltaremos para Helsinque  

Talvez não tenhamos muito o que ver em Helsinque em uma próxima visita, mas com certeza Helsinque pode ser o nosso ponto de partida para seguir para o norte, onde está a Lapônia, considerada uma das melhores regiões do mundo para avistarmos a Aurora Boreal.   

A Finlândia também é famosa por possuir dezenas de milhares de lagos e segundo nossos anfitriões, nada melhor do que dar um mergulho e depois seguir para a sauna. Alias, sauna é algo sagrado na Finlândia, mas isso vamos deixar para a próxima visita.  

Agora era hora de seguir de avião para Bergen na Noruega e iniciar a nossa viagem pelos fiordes noruegueses, um dos lugares mais lindos do mundo! 

Nossos Parceiros

Microsoft_Home

Deixe seu comentário! Queremos sua opinião.

Queremos te ajudar a viajar ainda mais!

Receba nosso conteúdo gratuito
Acreditamos que juntos chegaremos mais longe e é por isso que disponibilizamos e-books, guias e planilhas gratuitas para vocês, seguidores do Viajo logo Existo
Clique aqui para confirmar
*você receberá um e-mail atutomaticamente de confirmação - verifique suas caixas de entrada
close-link
2018-08-03T15:57:32+00:00
Receba nosso conteúdo gratuito
Acreditamos que juntos chegaremos mais longe e é por isso que disponibilizamos e-books, guias e planilhas gratuitas para vocês, seguidores do Viajo logo Existo
Clique aqui para confirmar
*você receberá um e-mail atutomaticamente de confirmação - verifique suas caixas de entrada
close-link
shares